Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10014
Título: O equilíbrio instável de um poeta outsider/estabelecido: regionalismo e democracia racial em Poemas negros, de Jorge de Lima
Autor(es): Paula, Leandro Francisco de
Orientador(es): Almeida, Rogério Caetano de
Palavras-chave: Conscientização racial na literatura
Negros - Identidade racial
Literatura
Lima, Jorge de, 1893-1953
Poesia
Race awareness in literature
Blacks - Race identity
Literature
Lima, Jorge de, 1893-1953
Poetry
Data do documento: 19-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: PAULA, Leandro Francisco de. O equilíbrio instável de um poeta outsider/estabelecido: regionalismo e democracia racial em Poemas negros, de Jorge de Lima. 2017. 77 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Português/Inglês) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2017.
Resumo: O presente estudo é fruto das percepções de que poderia haver uma relação fundamental entre a tese da democracia racial, de Gilberto Freyre, e os Poemas Negros, de Jorge de Lima. Essa suspeita foi fundamentada pelo próprio prefácio da obra poética que nos indica que há relação entre ambos os autores, o que causa uma relação dialética fundamental entre as suas percepções de mundo. Dito isso, nosso objetivo aqui é pensar nessas articulações, entendendo a posição de Jorge de Lima como um poeta ora outsider, ora estabelecido. Isso significa dizer que a sua obra passa por vários momentos, sendo tida, por Bosi (1975), por exemplo, como melhor a medida que se dava seu progresso como poeta. Dessa forma, trabalharemos à luz de Norbert Elias (2006), entre outros autores, assim que se fizer necessário e plausível o diálogo. Além disso, exploraremos as fontes da época de recepção de Poemas Negros, pensando nas posições sociais e de poder que Jorge de Lima ocupava.
Abstract: The present study is the result of the perceptions that there could be a fundamental relation between Gilberto Freyre's thesis of racial democracy and Jorge de Lima's Poemas Negros. This suspicion was founded by the very preface of the poetic work that tells us that there is a relationship between both authors, which causes a fundamental dialectical relation between their perceptions of the world. That said, our goal here is to think of these articulations, understanding the position of Jorge de Lima as a poet now outsider, now established. This means to say that his work goes through several moments, and for Bosi (1975), for example, it is best to measure his progress as a poet. In this way, we will work in the light of Norbert Elias (2006), among other authors as soon as the dialogue becomes necessary and plausible. In addition, we will work with the sources of the time of reception of Poemas Negros, thinking about the social and power positions that Jorge de Lima occupied.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10014
Aparece nas coleções:CT - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COLET_2017_1_8.pdf.pdf767,89 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.