Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10162
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMarquardt, Larissa dos Santos-
dc.creatorBorges, Valquiria Yurie Sakuma-
dc.date.accessioned2018-09-26T18:03:07Z-
dc.date.available2018-09-26T18:03:07Z-
dc.date.issued2015-11-19-
dc.identifier.citationMARQUARDT, Larissa dos Santos; BORGES, Valquiria Yurie Sakuma. Desenvolvimento de um coletor solar assistido por termossifões. 2015. 79 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10162-
dc.description.abstractIn Brazil, a significant part of the electricity consumed on residences is for water heating. Worried about electricity high costs, solar collectors have been more used for this purpose. They have been highlighted, because solar collectors may promote water heating through solar irradiation, which is power source available and renewable. The main kinds of solar collectors are the flat plate and the focus ones. Between them, there are the solar collectors assisted by thermosyphon (or by vacuum) which are more efficient. These solar collectors have been developed in some Asian countries, Canada, USA and Middle East, meanwhile Brazil they are starting its process. On this term paper, will be presented a development methodology and experimental tests of a solar collector assisted by thermosyphon. First of all, it is stated the building process and five thermosyphon tests. They were tested individually for some different potential, filling ratios and tilt angle to evaluate its thermal behavior. A simple mathematical model, based on the operation limits, was applied to help in the thermosyphon development. After the construction and qualification through thermosyphons experimental tests, they were attached on solar collector. In sequence, the solar collector assisted by five thermosyphons was developed and tested on the laboratory. These tests showed that the thermal efficiency the collector was 59 % in a tilt angle of 9°, 69 % in a tilt angle of 17° and, finally, when the tilt angle was 25°, the thermal efficiency was 74 %. These values demonstrate that the solar collector assisted by thermosyphon has a higher thermal efficiency to conventional flat-plate solar collector tested by Carvalho and Sionek .pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Tecnológica Federal do Paranápt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectColetores solarespt_BR
dc.subjectMetodologia - Desenvolvimentopt_BR
dc.subjectTermossifõespt_BR
dc.subjectPermutadores térmicospt_BR
dc.subjectEngenharia mecânicapt_BR
dc.subjectSolar collectorspt_BR
dc.subjectMethodology - Developmentpt_BR
dc.subjectThermosyphonspt_BR
dc.subjectHeat exchangerspt_BR
dc.subjectMechanical engineeringpt_BR
dc.titleDesenvolvimento de um coletor solar assistido por termossifõespt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.description.resumoNo Brasil uma parte significativa da energia elétrica utilizada nas residências se destina ao aquecimento de água. Em razão do custo elevado da energia elétrica, coletores solares vêm sendo cada vez mais utilizados para o aquecimento de água nas residências. Os coletores solares têm se destacado, pois promovem o aquecimento de água através da irradiação solar, que é uma fonte de energia disponível e renovável. Os principais tipos de coletores solares são os de placa plana e os de concentração. Dentre eles, existem os coletores solares assistidos por termossifões (ou a vácuo) que são os mais eficientes. Esses coletores solares têm sido desenvolvidos em alguns países da Ásia, Canadá, Estados Unidos da América e Oriente Médio, enquanto que no Brasil eles ainda estão começando seu desenvolvimento. Nesse Trabalho de Conclusão de Curso, será apresentada uma metodologia de desenvolvimento e testes experimentais de um coletor solar assistido por termossifões. Primeiro é apresentado o processo de construção e de teste de cinco termossifões. Os termossifões foram testados individualmente para diferentes potências, razões de preenchimento e ângulo de inclinação para avaliar os seus comportamentos térmicos. Um modelo matemático simplificado, baseado nos limites de operação, foi utilizado para auxiliar no desenvolvimento dos termossifões. Após a construção e a qualificação através de testes experimentais dos termossifões, estes foram acoplados no coletor solar. E na sequência, o coletor solar assistido por cinco termossifões foi desenvolvido e testado em laboratório. Os testes mostraram que a eficiência térmica quando o coletor estava em uma angulação de 9° foi de 59%, para a inclinação de 17° a eficiência térmica calculada foi de 69% e finalmente, para a inclinação de 25° a eficiência térmica foi de 74%. Esses valores demonstraram que o coletor solar assistido por termossifões possui uma eficiência térmica superior ao coletor solar de placa plana convencional testado por Carvalho e Sionek.pt_BR
dc.degree.localCuritibapt_BR
dc.publisher.localCuritibapt_BR
dc.contributor.advisor1Santos, Paulo Henrique Dias dos-
dc.contributor.referee1Santos, Paulo Henrique Dias dos-
dc.contributor.referee2Junqueira, Silvio Luiz de Mello-
dc.contributor.referee3Alves, Thiago Antonini-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programGraduação em Engenharia Mecânicapt_BR
dc.publisher.initialsUTFPRpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA MECANICA::ENGENHARIA TERMICA::APROVEITAMENTO DA ENERGIApt_BR
Aparece nas coleções:CT - Engenharia Mecânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_DAMEC_2016_2_48.pdf2,76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.