Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10309
Título: Características químicas e microbiológicas do açafrão-da-terra (Curcuma longa)
Título(s) alternativo(s): Chemical and microbiological characteristics of turmeric (Curcuma longa)
Autor(es): Oliveira, Taila Fernanda Volpato de
Orientador(es): Tonin, Lilian Tatiani Dusman
Palavras-chave: Antioxidantes
Agentes antiinfecciosos
Plantas medicinais
Antioxidants
Anti-infective agents
Medicinal plants
Data do documento: 24-Nov-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Apucarana
Referência: OLIVEIRA, Taila Fernanda Volpato de. Características químicas e microbiológicas do açafrão-da-terra (Curcuma longa). 2017. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) — Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2017.
Resumo: Com o intuito de se utilizar as plantas medicinais de forma segura, eficaz e com qualidade, o Ministério da Saúde publicou a lista do RENISUS para que pesquisas com as mesmas sejam realizadas e fortalecidas. E dentre os setenta e um nomes de plantas de interesse, encontra-se a Curcuma longa, também conhecida como açafrão-da-terra, a qual foi utilizada nesse trabalho. Os objetivos foram analisar os teores de compostos bioativos e a capacidade antioxidante dos rizomas do açafrão a partir de seus extratos e sua atividade antimicrobiana. Os rizomas foram desidratados nas temperaturas de 40, 60 e 80ºC. Os extratos foram preparados utilizando 1,0 g dos rizomas com 100 mL dos solventes: EtOH/H2O (70:30), EtOH/H2O (95:5), MeOH/H2O (70:30) e MeOH/H2O (95:5). Analisando os dados, o açafrão se apresentou como uma fonte baixa e vitamina C, sendo 1,70±0,07 mg 100 g-1, 1,59±0,04 mg 100 g-1 e 1,85±0,04 mg 100 g-1 para as temperaturas de 40, 60 e 80ºC respectivamente. Para os fenóis totais, determinados utilizando o reagente Folin-Ciocalteau, observou-se os maiores valores para o solvente EtOH 70% a 40ºC e MeOH 95% a 60ºC, não presentando diferença significativa entre si, sendo 1158,33±83,88 e 1318,67±74,03 mg EAG 100 g-1, respectivamente. Houve uma diminuição dos teores de fenóis quando se aumentou a temperatura de secagem para 80ºC. Os teores de antocianinas, flavonoides totais e amarelos, assim como a capacidade antioxidante (métodos DPPH e ABTS) dos rizomas desidratados do açafrão foram determinados. Com exceção das antocianinas e dos fenóis, os quais se degradaram conforme o aumento da temperatura de secagem, os demais compostos se mostraram estáveis. Verificaram-se valores elevados para os flavonoides totais, sendo os extratos EtOH 70% e MeOH 95% a 40ºC e EtOH 95% a 80ºC os mais eficientes na extração destes compostos. Para os flavonoides amarelos, todas as temperaturas apresentaram valores altos, quando comparados com outros estudos, e que não diferiram significativamente entre si. A atividade antioxidante pelo método do sequestro do radical livre DPPH foi realizada nas concentrações de 10.000 e 1.000 µg mL-1. Para a concentração maior todos os extratos apresentaram potencial de inibição do radical com mais de 80% em um tempo inferior a 5 minutos, mostrando-se alto e podendo ser comparado com os valores do padrão ácido ascórbico. Para a concentração menor, as porcentagens de inibição apresentaram valores entre 28-45% no tempo de 30 minutos, sendo os extratos mais ativos o MeOH 95% das secagens a 40 e 80ºC. Pelo método ABTS, as condições que apresentaram os melhores potenciais de inibição do radical foram os extratos MeOH 95% nas temperaturas de 40 e 80ºC, com 80% e 75% de inibição respectivamente. A atividade antimicrobiana se mostrou muito eficiente para S. aureus, atingindo uma CBM de 60.000 g mL-1, com os extratos EtOH 70% e EtOH 95% na temperatura de 80ºC, enquanto para a E. coli, a CBM foi de 120.000 g mL-1 com o extrato EtOH 95% a 60ºC. Pela análise dos resultados, as melhores condições para o açafrão-da-terra é uma secagem a 40 ou 80ºC e extração com MeOH 95%.
Abstract: In order to use medicinal plants in a safe, efficient and quality way, the Ministry of Health has published the list of RENISUS. The aim of it is that research with these species are carried out and strengthened. Among the seventy-one names of plants in the list, the interest of this study is Curcuma longa, also known as turmeric. The objectives were to analyze the contents of bioactive compounds and the antioxidant capacity of turmeric rhizomes from their antimicrobial activity. The rhizomes were dehydrated at temperatures of 40, 60 and 80ºC. The extracts were prepared using 1.0 g of the rhizomes with 100 mL of the solvents: ethanol / water (70:30), ethanol / water (95:5), methanol / water (70:30) and methanol / water (95:5). Analyzing the data, turmeric presented as a low source of ascorbic acid, being 1.70±0.07 mg 100 g-1, 1.59±0.04 mg 100 g-1 and 1.85±0.04 mg 100 g-1 for the temperatures of 40, 60 and 80ºC respectively. For the total phenols determined using the Folin-Ciocalteau reagent, the highest values for the solvent were EtOH 70% at 40°C and MeOH 95% at 60°C, showing no significant difference between them, being 1158.33±83.88 and 1318.67±74.03 mg EAG 100 g-1, respectively. There was a decrease in phenol contents when the drying temperature was increased to 80°C. The anthocyanins, total and yellow flavonoids, as well as the antioxidant capacity (DPPH and ABTS methods) of turmeric dehydrated rhizomes were determined. With the exception of anthocyanins and phenols, which degraded as the drying temperature increased, the remaining compounds were stable. High values were observed for total flavonoids, with extracts being EtOH 70% and MeOH 95% at 40ºC and EtOH 95% at 80ºC in less than five minutes, being the most efficient in the extraction of these compounds. For yellow flavonoids, all temperatures presented high values, when compared with other studies, and did not differ significantly between them. The antioxidant activity by the DPPH free radical sequestration method was performed at concentrations of 10.000 and 1.000 μg mL-1. For the highest concentration, all the extracts had a potential of inhibition of the radical with more than 80%, being high and being able to be compared with the ascorbic acid standard values. For the lower concentration, the percentages of inhibition presented values between 28-45% in the time of 30 minutes, the extracts being more active the MeOH 95% of the dryings at 40 and 80ºC. By the ABTS method, the conditions that presented the best radical inhibition potentials were MeOH 95% extracts at temperatures of 40 and 80°C, with 80% and 75% of inhibition respectively. The antimicrobial activity was very efficient for S. aureus, reaching a CBM of 60.000 g mL-1, with the extracts EtOH 70% and EtOH 95% at the temperature of 80ºC, while for E. coli, CBM was 120.000 g mL-1 with EtOH 95% extract at 60°C. By analyzing the results, the best conditions for turmeric are drying at 40 or 80°C and extraction with MeOH 95%.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10309
Aparece nas coleções:AP - Licenciatura em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AP_COLIQ_2017_2_08.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.