Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10319
Título: Comparação do potencial antioxidante de alface em diferentes meios de cultivo
Título(s) alternativo(s): Comparison of lettuce antioxidant potential in different cultivation means
Autor(es): Texeira, Cleiton
Orientador(es): Cottica, Solange Maria
Palavras-chave: Hortaliças
Fenóis
Flavonóides
Vegetables
Phenols
Flavonoids
Data do documento: 3-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Toledo
Referência: TEXEIRA, Cleiton. Comparação do potencial antioxidante de alface em diferentes meios de cultivo. 2015. 49 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Toledo, 2015.
Resumo: Com a mudança no comportamento alimentar da população, a alface, hortaliça mais consumida no Brasil, originária do Mediterrâneo e trazida pelos portugueses, é uma ótima opção de alimentação, possui um baixo valor calórico e é uma fonte de sais minerais e vitaminas. A alface consumida hoje no Brasil é produzida em três meios de cultivo: orgânico, produzido de acordo com a Lei Federal no 10.831, de 23 de Dezembro de 2003, convencional, baseia-se na utilização intensiva de insumos industrializados, mecanização pesada e transgenia, e hidropônica, cultivo de plantas em meio líquido contendo uma solução nutritiva adicionada para promover o desenvolvimento. A conscientização do consumidor acerca de uma alimentação mais saudável pode ser observada no aumento da disponibilidade de hortaliças orgânicas em supermercados. Antioxidantes são benéficos para a saúde, pois possuem a capacidade de reagir com os radicais livres, evitando que estes reajam com o organismo humano. Portanto, antioxidantes são compostos químicos que inibem ou retardam a oxidação, impossibilitando a formação de radicais livres ou interagindo com estes, inativando-os. O objetivo geral desse trabalho foi comparar o potencial antioxidante de alface em diferentes meios de cultivo (orgânico, convencional e hidropônico). Foi analisado o potencial antioxidante pelo método de DPPH (Radical 1,1-difenil-2-picrilhidrazila), onde a alface orgânica teve o melhor desempenho, enquanto as alfaces, convencional e hidropônica tiveram resultados estatisticamente iguais do potencial antioxidante. Avaliou-se também a concentração de compostos fenólicos e teor de flavonóides. Na concentração de compostos fenólicos a alface orgânica também obteve um melhor resultado e as alfaces convencionais e hidropônicos tiveram concentrações estatisticamente iguais. Em relação ao teor de flavonóides, ao contrário do que se esperava, a alface hidropônica teve a maior concentração de flavonóides, e a alface orgânica teve uma maior concentração em relação àconvencional. Desta forma, observou-se que no contexto geral a alface orgânica obteve um melhor potencial oxidante que a alface convencional e hidropônica.
Abstract: With the change in the eating habits of the population, lettuce, vegetable most consumed in Brazil, originating from the Mediterranean and brought by the Portuguese, is a great power option, it has a low calorific value and is a source of minerals and vitamins. The lettuce consumed in Brazil today is produced in three different culture media: organic, produced in accordance with Federal Law 10,831, of December 23, 2003, conventional, is based on the intensive use of industrial inputs, heavy mechanization and genetic modification, and hydroponics, growing plants in liquid medium containing a nutrient solution added to promote development. Consumer awareness about healthier eating can be seen in the increased availability of organic vegetables in supermarkets. Antioxidants are beneficial to health, because they have the ability to react with free radicals, preventing it from reacting with the human body. Therefore, antioxidants are chemicals that inhibit or retard oxidation, preventing the formation of free radicals or interacting with these, inactivating them. The aim of this study was to compare the lettuce antioxidant potential in different culture media (organic, conventional and hydroponic). It analyzed the antioxidant potential byDPPH (Radical 1,1-difenil-2-picrilhidrazila) method where organic lettuce had the best performance, while lettuce, conventional and hydroponic had statistically similar results of antioxidant potential. It also assessed the concentration of phenolic and flavonoid content. The concentration of phenolic compound organic lettuce also obtained a better result and conventional and hydroponic lettuce had statistically similar concentrations. The flavonoid content, contrary to what was expected, the lettuce had the highest concentration of the flavonoids was hydroponic and organic lettuce had a higher concentration relative to the conventional. Thus, it was observed that in the general context of organic lettuce obtained a better oxidant than conventional hydroponic and lettuce.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10319
Aparece nas coleções:TD - Tecnologia em Processos Químicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
potencialantioxidantealface.pdf475,98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.