Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10691
Título: Misery de Stephen King e a obra homônima de Rob Reiner na adaptação cinematográfica: os elementos de suspense e a conversa entre literatura e cinema
Título(s) alternativo(s): Misery by Stephen King and the homonym film by Rob Reiner in the context of film adaptation: the elements of suspense and the interaction between literature and cinema
Autor(es): Zardo, Iara
Orientador(es): Zago, Leandro
Palavras-chave: Adaptações para o cinema
Cinema e literatura
Cinema - Análise
Literatura - Análise
Film adaptations
Motion-pictures and literature
Motion pictures - Analysis
Literature - Analysis
Data do documento: 5-Dez-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: ZARDO, Iara. Misery de Stephen King e a obra homônima de Rob Reiner na adaptação cinematográfica: os elementos de suspense e a conversa entre literatura e cinema. 2017. 67 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2017.
Resumo: Cinema e literatura possuem uma relação que não é novidade: a adaptação. Essa faz parte do cotidiano dos diversos públicos consumidores de arte (e existe desde os primórdios da construção das manifestações artísticas). A começar com os irmãos Lumière, criadores do cinematógrafo que permitiu a experiência do cinema que evolui, e é cada vez mais apreciado como arte, a sétima arte tirou das obras literárias uma parte que se tornou fundamental para si: a narrativa. Tanto cinema quanto literatura têm a capacidade de trazer prazer e divertimento a partir das histórias construídas de acordo com o suporte em que operam. Por isso, tratar de adaptação em termos como “traição,” “deformação,” “perversão,” “infidelidade” e “profanação” (STAM, 2000, p.45 apud HUTCHEON, 2013, p. 23) não se encaixa na perspectiva que vê cada obra como individual, pois faz parte de uma nova construção, em uma nova mídia, partindo de uma releitura. No âmbito da adaptação como uma obra nova, original, estudar-se-á a obra Misery de Stephen King e a homônima de Rob Reiner, a fim de elencar elementos de suspense que se distanciam e se aproximam nas duas obras, levando em conta a forma como os dois autores construíram esse importante elemento de tensão para a narrativa de terror. Mesmo utilizando-nos de uma perspectiva que compara uma obra à outra, a fidelidade ao livro na adaptação de Rob Reiner não foi o escopo principal deste trabalho. Certo é que, por se tratarem de obras que partem de mídias diferentes, o foco deste Trabalho de Conclusão de Curso foi o de identificar as diferentes formas de como se deu o desenvolvimento da narrativa (no livro e no filme) com a finalidade de causar o efeito de suspense no receptor. Para tanto, a fim de embasar este trabalho sobre adaptação cinematográfica na compreensão da relação entre a literatura e o cinema, serão consideradas as obras de Linda Hutcheon, José Domingos de Brito e José Carlos Avellar.
Abstract: Cinema and literature have a relationship that is not new: the adaptation. This is part of the daily life of the various consumers of art and has existed since the beginning of the construction of artistic manifestations. It all started with the Lumière brothers, the creators of the cinematograph that allowed the cinema experience to evolve and to be increasingly appreciated as art. The seventh art took from the literary works a part that became fundamental for itself: the narrative. Both cinema and literature have the capacity to bring pleasure and fun from the stories built according to the media in which they operate. For this reason, dealing with adaptation in terms such as "betrayal," "deformation," "perversion," "infidelity" and "profanation" (STAM, 2000, p.45 apud HUTCHEON, 2013, p.23) does not fit the perspective who sees each work as individual because it is part of a new construction, in a new media, starting from a re-reading. In the adaptation as a new, original work, we will study the work Misery, by Stephen King and the homonym from Rob Reiner in order to list elements of suspense that are distanced and approached in both works, taking into account the form as the two authors have constructed this important element of tension for the horror narrative. Even following a perspective that compares one work with another, fidelity to the book in Rob Reiner's adaptation was not the main object of this research. Certainly, because they are works that depart from different media, the focus of this work was on identifying the different forms through which the narrative (in the book as well as in the movie) developed in order to cause the suspense effect on the receiver. For that, to theoretically support this research on film adaptation in the understanding of the relationship between literature and cinema, the works of Linda Hutcheon, José Domingos de Brito and José Carlos Avellar were sought after.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10691
Aparece nas coleções:PB - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COLET_2017_2_11.pdf751,99 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.