Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10705
Título: Projeto Jardim Literário: aulas circulares à luz da permacultura
Título(s) alternativo(s): Literaty Garden Project: circle classes in the light of permaculture
Autor(es): Francio, Maiara Cristina
Orientador(es): Denardi, Didiê Ana Ceni
Palavras-chave: Permacultura
Literatura - Estudo e ensino
Crianças - Livros e leitura
Leitura - Desenvolvimento
Incentivo à leitura
Permaculture
Literature - Study and teaching
Children - Books and reading
Development reading
Reading promotion
Data do documento: 30-Nov-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: FRANCIO, Maiara Cristina. Projeto Jardim Literário: aulas circulares à luz da permacultura. 2017. 56 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2017.
Resumo: O presente trabalho de pesquisa qualitativa-interpretativista (DENZIN; LINCOLN apud CUSTÓDIA, 2006) teve como objetivo principal descrever a implementação de quatro aulas em oficinas de leitura e literatura num espaço alternativo, ou seja, num espaço circular ao ar livre denominado Jardim Literário, localizado em um colégio estadual na cidade de pato Branco/PR, bem como interpretar as referidas aulas, entrevistas com a bibliotecária do colégio e alunas participantes da pesquisa. Especificamente, perceber qual é o resultado de se estudar leitura de textos literários ou não em um ambiente natural de interação. A base teórica do projeto encontra suporte nos precursores da Permacultura, principalmente Bill Molinson e David Holmgren (2013) que estruturaram esse conceito em princípios éticos e caminhos a seguir. Além disso trouxemos ao debate o embasamento dado por autores que propuseram maneiras alternativas de ver a educação como Paulo Freire (1996) Carlos Rodrigues Brandão (2008) e Dewey (PINAZZA, 2007). Foram participantes do estudo, os alunos de uma turma do curso técnico em magistério integrado com o ensino médio, a bibliotecária do colégio e a professora das oficinas. Sendo assim, o estudo teve as seguintes questões de pesquisa: Qual foi a percepção dos participantes da pesquisa de estudar literatura em um ambiente natural? e De que maneira a linguagem da afetividade contribui para gerar simpatia pela escola naqueles que por ela passam? A geração de dados desta pesquisa se constituiu a partir de áudio e vídeo gravação de quatro aulas e registros em fotos de todos os encontros presenciais com os participantes, bem como de entrevistas semi-estruturadas com alunos e bibliotecária. Posteriormente partes das intervenções do projeto foram divulgadas em redes sociais. Os resultados da pesquisa apontaram para a percepção dos participantes sobre a importância de se estudar em um ambiente diferenciado permitindo-lhes aprender de maneira natural, descontraída, assimilando melhor os conhecimentos. Também apontaram para a valorização dos conhecimentos prévios e a interação com colegas por meio da linguagem afetiva. Por fim, concebemos por meio do Projeto Jardim Literário: leitura e literatura - uma defesa da escola pública, na democratização de seus recursos e na evolução das suas formas de conceber o ensino.
Abstract: The present qualitative-interpretativist study (DENZIN; LINCOLN apud CUSTÓDIA, 2006) had as its main objective to describe the implementation of reading and literature classes in an alternative place, that is , a circular out and free air space, named Jardim Literário, as well as to interpret the classes ,of the workshop, as well as interviews with students of a second year of Ensino Médio and the librarian of the school. Specifically, the project wants to perceive what the result of studying reading and literature is in a natural interactionist environment is. The theoretical basis of the project found support in Permaculture’s precursors, mainly in Bill Molinson e David Holmgren (2013) who structured this etic concept and its ways to follow. Besides, we brought to the debate the principles ofsome theorists who proposes alterantive ways to see education such as Paulo Freire (1996), Carlos Rodrigues Brandão (2008) e Dewey (apud PINAZZA, 2007). Participants of the study were students of a second grade of a Teaching technical course integrated to Ensino Médio, the librarian and the teacher of workshops. The study tried to answer the following questions: What was participants’ perceptions in studying reading and literature in a natural environment?And, from which ways affective language contributes to construct sympathy for school in which these students passed by? Data collection of this piece of research is constituted by four audio and video recording classes and photographs of all four encounters. Also, semi-structured interviews were done with students and the librarian. After that, part of the interventions were published in social nets. The results pointed to the participants’perceptions about the importance of studying in a different environment, what permits them to learn in a natural and spontaneous perspective and assimilating new knowledge better. Besides, they pointed to the value of previous knowledge and social interaction among students by means of affective language. Last, but not least, we perceived by means of the project Literary Garden: reading and literature”- a form of defending public school in the democratization of its resources and in the evolution of its forms of conceiving learning.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10705
Aparece nas coleções:PB - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COLET_2017_2_23.pdf2,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.