Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10718
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRibeiro, Iuri-
dc.date.accessioned2019-03-27T15:00:14Z-
dc.date.available2019-03-27T15:00:14Z-
dc.date.issued2015-12-30-
dc.identifier.citationRIBEIRO, Iuri. Aplicação de coagulantes e floculantes orgânicos alternativos no pós-tratamento de efluente de laticínio. 2015. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10718-
dc.description.abstractThe waste generation has become a major environmental problem because of contamination and pollution, mainly from receiving bodies and due to this fact various types of wastewater treatment has been employed. Different types of treatments should be selected according to the physicochemical characteristic of the effluent, and among the most widely used treatments are coagulation and flocculation processes, which utilize substances that group coagulant molecules enabling decantation. These substances are usually based on iron or aluminum, which end up generating sludge with large concentrations of metallic ions (Al+3 e Fe+3), toxic and difficult disposal. Therefore Recently use of coagulants substances from organic sources has gained attention, since it does not occur the existence of residual metals in the treated effluent from the coagulant, the generated sludge are nontoxic and are biodegradable, which can be used for fertilizing from soil, in this context, the study aimed to assess the technical feasibility of using organic substances for the post-treatment of effluent from a dairy. Besides the evaluation of coagulants work sought to optimize the concentration of the substance used. The optimization occurred by the experimental design, with initial tests that allow us to observe the behavior of answers. After initial testing were done planning the tests CCRD type, which allows obtaining a response surface where the optimal values can be found. Regarding the responses were obtained for the effluent pH value, turbidity, COD, ST and color 8,250,25, 25525 NTU, 2.188408 mg.L-1, 3.148232 mg.L-1 and 4.003380 Pt-Co, respectively. With the use of Moringa oleifera, aided by passion fruit and okra, it was obtained by a removal of 35% in turbidity, with a concentration of 2.045 ppm MO, 2.393 ppm Passion Fruit and 4 ppm okra. It was also granted a 80% reduction of COD, with a concentration of 1.375 ppm MO, 1.500 ppm Passion Fruit and 2,5 ppm okra. Already, for the solution based on chia, also aided by passion and okra, were reached values of 87% removal of turbidity with a concentration of 110 ppm of coagulant solution (chia), absence of passion fruit and 2,5 ppm okra. For COD removal occurred a maximum of 65% using 56 ppm for chia, 607 ppm to 5 ppm for passion fruit and okra.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Tecnológica Federal do Paranápt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectLaticíniospt_BR
dc.subjectQuiabopt_BR
dc.subjectÁguas residuais - Purificação - Remoção de corpt_BR
dc.subjectDairyingpt_BR
dc.subjectOkrapt_BR
dc.subjectSewage - Purification - Color removalpt_BR
dc.titleAplicação de coagulantes e floculantes orgânicos alternativos no pós-tratamento de efluente de laticíniopt_BR
dc.title.alternativeAlternative organic coagulants and flocculants application in the post-treatment of dairy effluentpt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.description.resumoA geração de efluentes tem se tornado um grande problema ambiental devido a contaminação e poluição, principalmente, dos corpos receptores e devido a esse fato vários tipos de tratamento de efluente tem sido empregados. Os diferentes tipos de tratamentos devem ser escolhidos de acordo com as características físico-químicas dos efluentes, e, dentre os tratamentos mais utilizados estão os processos de coagulação e floculação, que utilizam substâncias coagulantes que agrupam as moléculas possibilitando a decantação. Essas substâncias são, geralmente, a base de ferro ou alumínio e acabam gerando lodos com grandes concentrações de íons metálicos (Al+3 e Fe+3), tóxicos e de difícil disposição. Por isso, recentemente a utilização de substâncias coagulantes provenientes de fontes orgânicas tem ganhado atenção, uma vez que não ocorre a existência de metais residuais no efluente tratado proveniente do coagulante, os lodos gerados não são tóxicos e são biodegradáveis, passíveis de serem utilizados para adubação do solo, neste contexto o trabalho teve por objetivo avaliar a viabilidade técnica do uso de substâncias orgânicas para o pós-tratamento de efluente de um laticínio. Além da avaliação dos coagulantes o trabalho buscou otimizar a concentração utilizada das substâncias. A otimização ocorreu através da utilização do planejamento experimental, com ensaios iniciais que permitem observar o comportamento das respostas. Após os ensaios iniciais foram feitos os ensaios do planejamento tipo DCCR, que permite a obtenção de uma superfície de resposta, onde podem ser encontrados os valores ótimos. Com relação às respostas foram obtidos, para o efluente, valores de pH, turbidez, DQO, ST e Cor de 8,250,25, 25525 NTU, 2.188408 mg.L-1, 3.148232 mg.L-1 e 4.003380 Pt-Co, respectivamente. Com a utilização de moringa oleífera, auxiliada pelas substâncias a base de maracujá e quiabo, foi obtido um valor de remoção de 35% de turbidez, com uma concentração de 2.045 ppm de MO, 2.393 ppm de Maracujá e 4 ppm de quiabo. Foi obtida também uma redução de 80% da DQO, com uma concentração de 1.375 ppm de MO, 1.500 ppm de Maracujá e 2,5 ppm de quiabo. Já, com o uso da solução a base de chia, também auxiliada por maracujá e quiabo, foram alcançados valores de 87% de remoção de turbidez com uma concentração de 110 ppm de solução coagulante (chia), ausência de Maracujá e 2,5 ppm de quiabo. Para a DQO ocorreu uma remoção máxima de 65% utilizando 56 ppm para chia, 607 ppm para maracujá e 5 ppm para quiabo.pt_BR
dc.degree.localMedianeirapt_BR
dc.publisher.localMedianeirapt_BR
dc.contributor.advisor1Mees, Juliana Bortoli Rodrigues-
dc.contributor.advisor-co1Costa Junior, Ismael Laurindo-
dc.contributor.referee1Mees, Juliana Bortoli Rodrigues-
dc.contributor.referee2Costa Junior, Ismael Laurindo-
dc.contributor.referee3Lied, Eduardo Borges-
dc.contributor.referee4Bem, Carla Cristina-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programGraduação em Engenharia Ambientalpt_BR
dc.publisher.initialsUTFPRpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA SANITARIApt_BR
Aparece nas coleções:MD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MD_COEAM_2015_2_02.pdf2,6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.