Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10839
Título: Análise espaço-temporal dos fragmentos florestais do entorno de uma unidade de conservação na região norte do Paraná
Título(s) alternativo(s): Spatial-temporal analysis of the forest fragments surrounding a conservation unit in the northern region of Paraná
Autor(es): Fernandes, Bianca Aparecida Queiroz
Orientador(es): Batista, Lígia Flávia Antunes
Palavras-chave: Paisagens fragmentadas
Áreas de conservação de recursos naturais
Sistemas de informação geográfica
Cobertura dos solos
Fragmented landscapes
Natural resources conservation areas
Geographic information systems
Mulching
Data do documento: 27-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: FERNANDES, Bianca Aparecida Queiroz. Análise espaço-temporal dos fragmentos florestais do entorno de uma unidade de conservação na região Norte do Paraná. 2018. 86 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2018.
Resumo: A fragmentação florestal é um processo em que áreas continuas de vegetação são subdivididas em manchas menores. As ações antrópicas têm intensificado nos últimos tempos esse processo, ocasionando diversos danos aos componentes naturais da paisagem, dentre os quais, a perda da biodiversidade. Nesse contexto, o mapeamento de fragmentos florestais apresenta-se como subsídio para embasar ações de preservação ambiental. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo realizar uma análise espaço-temporal dos fragmentos florestais localizados na Zona de Amortecimento (ZA), e área ao entorno, do Parque Estadual Mata dos Godoy (PEMG), unidade de conservação localizada em Londrina, Paraná. Para tanto foi realizada uma avaliação do padrão espacial dos fragmentos para os anos de 1998, 2008 e 2018, por meio de métricas da paisagem, estimadas a partir de mapas de uso e ocupação do solo. Para a elaboração desses mapas e distribuição dos fragmentos, foram aplicadas técnicas de classificação de imagens de Sensoriamento Remoto, dos sensores TM e OLI, respectivamente a bordo dos satélites Landsat 5 e 8. Foram analisadas para a área de estudo as seguintes categorias de métricas: área e borda, forma, área núcleo e agregação, por meio do software Fragstats. Os resultados indicaram aumento de 16,88% na área total da vegetação, como consequência, a porcentagem de fragmentos na paisagem aumentou de 16,16% para 18,89%. O número de fragmentos diminuiu em 2257, em razão da união dos mesmos, o que proporcionou aumento da área média em 5,4 ha e decorrente aumento em 0,103 da irregularidade das manchas medida pelo índice de forma médio. A porcentagem de área da vegetação sob efeito de borda passou de 40,2% para 37,1%. O isolamento entre os fragmentos apresentou diminuição ao longo de período analisado, em 1998 a distância média do vizinho mais próximo era de 155,4 m e em 2018 de 149,7 m, contudo essa distância ainda é classificada como alto grau de isolamento o que afeta a qualidade dos fragmentos, por dificultar a movimentação de organismos e a dispersão das espécies. Dessa forma, todas as métricas analisadas indicaram diminuição do grau de fragmentação na área de estudo, com exceção da métrica densidade de borda, em que o seu aumento de 1,86 apontou para menor grau de conservação, durante o período analisado. Trabalhos dessa natureza são importantes, pois fornecem subsídios para estudos futuros sobre o manejo dos fragmentos florestais, podendo contribuir nas decisões sobre estratégias de ação a serem adotadas no Plano de Manejo do PEMG.
Abstract: Forest fragmentation is a process in which continuous areas of vegetation are subdivided into smaller patches. In recent years, anthropogenic actions have intensified this process, causing several damages to the landscape’s natural components, as the loss of biodiversity. In this context, the mapping of forest fragments is presented as a subsidy to support environmental preservation actions. Therefore, the present work has the objective of performing a space-time analysis of the forest fragments found in both the Buffer Zone (BZ) and surrounding areas of the Mata dos Godoy State Park (MGSP), a conservation unit located in Londrina, Paraná. Therefore, an evaluation of the fragments’ spatial pattern was carried out for the years 1998, 2008 and 2018, by using landscape metrics, estimated from maps of land use and occupation. For the development of these maps and fragment distribution, techniques of classification of Remote Sensing images of the TM and OLI sensors were applied, respectively, on board the Landsat 5 and 8 satellites. The following categories of metrics were analyzed for the area of study through the Fragstats software: area and edge, shape, core area, and aggregation. The results indicated an increase of 16.88% in the total area of vegetation. As well as a consequence, the percentage of fragments in the landscape increased from 16.16% to 18.89%. The number of fragments decreased by 2257 due to their union, which resulted in an increase of the mean area in 5.4 ha and an increase in 0.103 of the irregularity of the spots measured by the average shape index. The percentage of vegetation under border effect increased from 40.2% to 37.1%. Isolation between fragments showed a decrease over the analyzed period. In 1998, the average distance euclidean nearest neighbor nistance distribution was 155.4 m, and in 2018, 149.7 m. However, this distance is still classified as a high degree of isolation, which affects the quality of fragments, for hindering the movement of organisms and the dispersion of species. Thus, all the analyzed metrics indicated a decrease in the degree of fragmentation in the study area, except for the edge density metric, in which its increase of 1.86 pointed to a lower degree of conservation during the analyzed period. A study of this nature is important since it provides subsidies for future researches on the management of forest fragments and can contribute to action strategies to be adopted in the Management Plan of the MGSP.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10839
Aparece nas coleções:LD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_COEAM_2018_2_07.pdf6,36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.