Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11077
Título: Crotolária é agente indireto no controle de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae)?
Título(s) alternativo(s): Is Crotalaria an indirect agent in the control of Aedes aegypti (Diptera: Culicidae)?
Autor(es): Schneider, Barbara Clara
Orientador(es): Lange, Denise
Palavras-chave: Pragas - Controle biológico
Libélula
Pests - Biological control
Dragonflies
Aedes aegypti
Dengue
Data do documento: 30-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Santa Helena
Referência: SCHNEIDER, Barbara Clara. Crotalária é agente indireto no controle de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae)? 2018. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Santa Helena, 2018.
Resumo: Aedes aegypti L, 1762 (Diptera: Culicidae) é uma espécie nativa do continente africano e atualmente possui ampla distribuição geográfica. No Brasil, essa espécie encontrou condições favoráveis para se reproduzir, formando grandes populações. Indivíduos adultos de A. aegypti se alimentam de néctar floral e suco de frutos, além disso fêmeas adultas realizam o repasto sanguíneo para a maturação dos ovos. É no repasso sanguíneo que as fêmeas são capazes de transmitir, além da dengue, outras arboviroses, tais como chikungunya, zika e febre amarela. Segundo o conhecimento empírico, plantas do gênero Crotalaria atraem libélulas, o principal predador natural de A. aegypti. Portanto, o objetivo deste estudo foi verificar se Crotalaria spectabilis é fonte alimentar para Aedes aegypti, atraindo indivíduos dessa espécie e, consequentemente, seus predadores, em especial as libélulas. O estudo foi conduzido em duas áreas de cultivo de C. spectabilis, com 100 m2 cada, no município de Missal, PR. Para verificar se A. aegypti visitam flores de C. spectabilis, foram realizadas observações em 10 flores recém-abertas durante dois dias consecutivos em cada área no período das 7 às 14 h, totalizando cinco minutos por hora em cada flor. Foram realizadas ainda coletas ativas com o uso de (puçá), foram conduzidas durante um dia, em cada área, das 8 às 15 h, no intervalo de 10 minutos por hora. Representantes de um indivíduo de cada espécies de todos os artrópodes coletados foram transfixados montados em alfinetes e identificados ao nível de família. Para analisar a quantidade de libélulas que forragearam as plantas de C. spectabilis foi realizada a contagem visual de indivíduos em sessões de 10 minutos por hora no período das 11 às 15 h, durante três dias em cada área. No total, foram coletados 14.985 artrópodes forrageando em C. spectabilis (306 na área 1 e 14.679 na área 2) pertencendo à 10 ordens e 41 famílias distintas. Não foram observados indivíduos de A. aegypti visitando flores de C. spectabilis. Foram registradas 22 libélulas na área 2 forrageando sobre a cultura avaliada. Esses resultados demostram que C. spectabilis é fonte alimentar e local de busca de presas para artrópodes. Entretanto, não foi evidenciada relação entre o cultivo dessa planta e o controle biológico de A. aegypti.
Abstract: Aedes aegypti Linnaeus, 1762 (Diptera: Culicidae) is native species from African continent and currently has a wide geographical distribution. In Brazil, this species found favorable conditions to reproduce, forming large populations. Aedes aegypti adult feed on floral nectar and fruit juice, the blood repast made by females for the maturation of eggs. In the blood repast the females are able to transmit, besides the dengue, other arboviruses like chikungunya, zika and yellow fever. According to empirical knowledge, crotalaria plants attract dragonflies, the main natural predator of A. aegypti. Therefore, this study aimed to verify if Crotalaria spectabilis is a food source for A. aegypti, attracting its predators, especially dragonflies. This study was carried out in two areas of 100 m2 with monoculture of C. spectabilis in municipality of Missal, PR. To verify if A. aegypti visit C. spectabilis flowers, observations were performed in 10 newly opened flowers during two consecutive days in each area. These observations were carried out from 7:00 to 14:00 h, five minutes per hour in each flower. Captures active using entomological net were realized during a day in each area, from 8 to 15 hours, 10 minutes per hour. Representatives of one individual from each species of all arthropods collected were transfixed mounted on pins and identified at the family level. In order to analyze the number of dragonflies that foraged the C. spectabilis plants, the individuals were counted in 10 minutes sessions per hour from 11:00 to 15:00 h during three days in each area. In total, 14,985 arthropods were collected foraging on C. spectabilis (306 in area 1 and 14,679 in area 2) belonging to 10 orders and 41 distinct families. No A. aegypti individuals were observed visiting C. spectabilis flowers. 22 dragonflies were recorded in area 2 foraging on the evaluated culture. These results show that C. spectabilis is a food source and a local search for prey for arthropods. However, there was no relationship between the cultivation of this plant and the biological control of A. aegypti.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11077
Aparece nas coleções:SH - Licenciatura em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SH_COBIO_2018_2_02.pdf
  Disponível a partir de 2019-11-30
1,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.