Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11254
Título: Segurança do trabalho em obras de pequeno porte: um estudo de caso em municípios pertencentes às regiões de Maringá e Londrina
Título(s) alternativo(s): Work safety in small contructions: a case study in municipalities belonging to the region of Maringá and Londrina
Autor(es): Rivelini, Adrieli Renata Barriquelo
Orientador(es): Souza, Sueli Tavares de Melo
Palavras-chave: Construção civil
Segurança do trabalho
Dispositivos protetores
Canteiro de obras
Building
Industrial safety
Safety appliances
Data do documento: 14-Dez-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: RIVELINI, Adrieli Renata Barriquelo. Segurança do trabalho em obras de pequeno porte: um estudo de caso em municípios pertencentes às regiões de Maringá e Londrina. 2018. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2018.
Resumo: A construção civil é um setor com elevados índices de acidentes, por isso existem vários estudos abordando diversos aspectos. Neste trabalho foram realizados levantamentos da situação dos trabalhadores da construção civil em 30 obras de pequeno porte em municípios pertencentes às regiões de Londrina e Maringá. Os resultados mostraram que 73% dos canteiros de obra se encontravam em situação ruim, necessitando de organização, 97% dos funcionários não utilizavam EPIs, 93% das obras visitadas não possuíam EPCs, 97% das obras não tinham instalações sanitárias (banheiros, vestiários e área para refeição). Notou-se ausência total do uso do capacete em Londrina e das 15 obras de Maringá em somente um dos funcionário utilizou; dentre os EPIs, a botina foi o mais utilizado com percentuais de 87% em Londrina e 73% em Maringá. Observou-se negligência quanto às proteções coletivas, por existir apenas 23 obras com andaimes e estes ainda não atendiam as especificações da NR18. Constatou-se que 96% das escadas estavam em desacordo com a norma NR18. Por último, 77% das edificações não possuíam tapumes para fechamento das mesmas. Prevaleceu o tipo de contratação por empreitadas (90% do total das obras). Vale ressaltar que, as irregularidades observadas poderiam ser minimizadas com a fiscalização no local.
Abstract: Civil construction is a sector with high accident rates, so there are several studies addressing various aspects. In this work, surveys of the situation of construction workers were carried out in 30 small works in municipalities belonging to the regions of Londrina and Maringá. The results showed that 73% of the construction sites were in poor condition, requiring organization, 97% of the employees did not use PPE, 93% of the works visited did not have EPCs, 97% of the works had no sanitary facilities (bathrooms, locker rooms and area for meal). The total absence of the helmet was observed in Londrina and of the 15 works of Maringá in only one of the employees used; among the PPE, the boot was the most used with percentages of 87% in Londrina and 73% in Maringá. Negligence was observed regarding collective protections, as there were only 23 works with scaffolding and these still did not meet the specifications of NR18. It was found that 96% of the stairs were in disagreement with the norm NR18. Finally, 77% of the buildings did not have sidings to close them. The contracting type prevailed (90% of the total works). It is worth mentioning that the observed irregularities could be minimized with on-site supervision.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11254
Aparece nas coleções:LD - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_CEEST_VII_2019_01.pdf22,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.