Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11259
Título: Utilização do sistema limitador de queda em altura em uma construção vertical em Londrina-PR: estudo de caso
Título(s) alternativo(s): Use of the lower fall limiter system in a vertical construction in Londrina-PR: case study
Autor(es): Oliva, Danilo Roberto Souto
Orientador(es): Souza, Sueli Tavares de Melo
Palavras-chave: Construção civil
Segurança do trabalho
Dispositivos protetores
Building
Industrial safety
Safety appliances
Data do documento: 12-Abr-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: OLIVA, Danilo Roberto Souto. Utilização do sistema limitador de queda em altura em uma construção vertical em Londrina-PR: estudo de caso. 2018. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2018.
Resumo: Apesar da retração apontada no ano de 2017 na indústria da construção civil, o setor continua tendo papel fundamental na economia do país. Em contrapartida foi em 2016, segundo dados do MTE, o setor da indústria com maior índice de acidentes de trabalho. Dentre os acidentes que ocorrem na construção civil uma das causas mais preocupantes e que geram grandes índices de fatalidade e lesões está relacionado a queda em altura. Por isso, o presente trabalho apresenta duas alternativas de proteções coletivas, que são: as plataformas secundárias e o S.L.Q.A. (sistema limitador de queda em altura), descrevendo os requisitos básicos para atendimento das normas regulamentadoras vigentes. Traz ainda um estudo de caso realizado em uma construtora da cidade de Londrina-PR que implantou o sistema S.L.Q.A. pela primeira vez em um de seus empreendimentos. Neste estudo foi possível observar a concordância da implantação com os requisitos normativos, identificar os riscos dos processos de instalação e ascensão do sistema, os riscos das atividades que são protegidas pelo sistema, e por fim realizar um comparativo com o sistema de plataformas secundárias utilizado até então pela construtora. Através dos resultados observou-se que o sistema S.L.Q.A. é mais seguro que o de plataformas secundárias, e a diferença de custo de implantação pode ser minimizada pela reutilização em obras consecutivas, sendo fundamental a manutenção durante o uso.
Abstract: Despite the downturn in the construction industry in 2017, the sector continues to play a key role in the country's economy. In contrast, in 2016, according to data from the MTE, the industry sector with the highest rate of accidents at work. Among the accidents that occur in civil construction one of the most worrisome causes and that generate great rates of fatality and injuries is the fall in height. Therefore the present work presents two alternatives of collective protections, which are: the secondary platforms and S.L.Q.A. (limiting system to fall in height), describing the basic requirements to comply with current regulatory standards. It also carries out a case study carried out in a construction company in the city of Londrina-PR that implemented the S.L.Q.A. for the first time in one of his ventures. In this study it was possible to observe the agreement of the implementation with the normative requirements, to identify the risks of the processes of installation and ascension of the system, the risks of the activities that are protected by the system, and finally to perform a comparison with the system of secondary platforms used until then by the builder. From the results it was observed that the S.L.Q.A. is safer than secondary platforms, and the difference in deployment cost can be minimized by reuse on consecutive works, and maintenance during use is critical.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11259
Aparece nas coleções:LD - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_CEEST_VI_2018_05.pdf5,26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.