Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11400
Título: Desenvolvimento e avaliação de revestimento comestível com adição de antifúngicos naturais para a proteção de morangos
Título(s) alternativo(s): Development and evaluation of film with addition of natural antifungals for the protection of strawberries
Autor(es): Lorenço, Anderso Luiz
Dallagnol, Kharoline Jessica Pereira Lima
Orientador(es): Novello, Cláudio Roberto
Palavras-chave: Morango
Fungos
Alimentos - Conservação
Strawberries
Fungi
Food conservation
Data do documento: 20-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Francisco Beltrao
Referência: LORENÇO, Anderso Luiz; DALLAGNOL, Kharoline Jessica Pereira Lima. Desenvolvimento e avaliação de revestimento comestível com adição de antifúngicos naturais para a proteção de morangos. 2017. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Francisco Beltrão, 2017.
Resumo: O morango é um fruto altamente perecível por possuir alta taxa respiratória, grande sensibilidade ao clima e a danos mecânicos. Estes fatores associados a uma alta suscetibilidade ao ataque de patógenos, principalmente fungos, durante o cultivo e após a colheita, levam a perdas econômicas e de qualidade final do produto. Na expectativa de resolver parte desses problemas tem sido adotada a prática do uso indiscriminado de antifúngicos químicos, o que pode levar a contaminação residual do fruto e consequentemente, prejudicar quem o consome. Neste contexto ressaltasse a importância do desenvolvimento de técnicas para substituir o uso de fungicidas químicos os quais, em sua maioria, são nocivos à saúde. Objetivou-se com esse estudo testar, aplicar e avaliar revestimentos comestíveis adicionados de extrato bruto hidro alcoólico de babosa (Aloe vera), capim limão (Cymbopogon citratus) e gengibre (Zingiber officinalle) em morangos, para controlar o desenvolvimento fúngico e aumentar a vida de prateleira após a colheita. Os revestimentos a serem aplicados no morango foram desenvolvidos a partir de quatro agentes filmogênicos: fécula de mandioca, goma xantana, amido de milho e amido pré-gelatinizado. Foi realizado o teste de solubilidade em água nos revestimentos produzidos a partir da técnica de “casting”, sendo a fécula de mandioca, por apresentar menor solubilidade, a selecionada para a continuidade do estudo. Para o teste de aplicação dos revestimentos foram utilizados morangos orgânicos da variedade camarosa, separados aleatoriamente em diversos grupos homogêneos. Os grupos de morangos foram adicionados separadamente nas soluções filmogênicas contendo os extratos das plantas, apenas fécula de mandioca e um grupo permaneceu sem tratamento para o controle. Os morangos oram higienizados e, com exceção do controle, imersos na solução filmogênica e drenados em telas. Após, foram colocados em estufa BOD com temperatura controlada a 25 ºC por um período de sete dias, durante os quais realizou-se as análises físico-químicas periódicas de cor, perda de massa, sólidos solúveis, acidez e pH. Os resultados obtidos nas análises físico-químicas e quanto aos efeitos visíveis de infestação fúngica e aparência, revelaram que a película de fécula de mandioca se mostrou mais eficaz que o grupo controle, entretanto os grupos tratados com a película adicionada com os extratos não se mostraram mais efetivos que o controle, com exceção de algumas amostras tratadas com gengibre. Supõe-se que a baixa interação dos extratos com a fécula de mandioca levou a formação de fissuras na película após a aplicação no fruto o que poderia deixar a superfície do fruto suscetível ao ataque fúngico. O trabalho apresenta resultados que podem ser úteis em estudos posteriores que visem à otimização da utilização de fécula de mandioca adicionada de extratos vegetais na produção de películas comestíveis para a proteção de frutos.
Abstract: The strawberry is a highly perishable fruit for possessing high respiratory rate, great sensitivity to climate and mechanical damage. These factors are associated with a high susceptibility to attack from pathogens, especially fungi, during cultivation and after harvest, leading to economic losses and final product quality. Hoping to solve these problems have been adopted the practice of indiscriminate use of antifungal chemicals, which can lead to residual contamination of fruit and consequently, harm who consumes. In this context stands out the importance of the development of techniques to replace the use of fungicides chemicals which, in your most, are harmful to one's health. The aim with this test, apply and evaluate edible coatings added to crude extract hydro-alcoholic of Aloe (Aloe vera), Lemongrass (Cymbopogon citratus) and Ginger (Zingiber officinalle) in strawberries, to control fungal development and increase the shelf-life after harvest. The coatings to be applied on Strawberry were developed from four filmogenics agents: manioc starch, xanthan gum, corn starch and pregelatinized starch. The water solubility test in coatings produced from the casting technique, being the manioc starch, by offering lower solubility, selected for the continuity of the study. For the test for the application of coatings were used organic strawberries camarosa varieties, randomly divided into homogeneous groups. The strawberries were added separately in filmogenics solutions containing plant extracts only manioc starch and a group remained untreated for the control. The strawberries were sanitized and, except do control, immersed in the filmogenic solution and drained on screens. After that, were placed in an oven temperature controlled the BOD 25 °C for a period of seven days, during which took place as periodic physical-chemical analyses of CR, loss of mass, soluble solids, acidity and pH. The results obtained on the physico-chemical analyses and the visible effects of fungal infestation and appearance, revealed that manioc starch film proved more effective than the control group, however the groups treated with the film added with no extracts were more effective than the control, with the exception of some samples treated with ginger. It is assumed that the low interaction of extracts with manioc starch led to formation of cracks in the film after application in the fruit which could leave the surface of the fruit is susceptible to fungal attack. This work’s results that might be useful in further studies aimed at optimizing the use of cassava starch in plant extracts in the production of edible films for protection. However will require new tests in order to better evaluate the in situ antifungal action of these plant extracts.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11400
Aparece nas coleções:FB - Tecnologia em Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FB_COALM_2017_1_04.pdf1,98 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.