Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11418
Título: Riscos ocupacionais de laboratório de pesquisa
Título(s) alternativo(s): Occupational risks of research laboratory
Autor(es): Kawata, Rafaela Mayumi
Orientador(es): Costanzi, Ricardo Nagamine
Palavras-chave: Higiene do trabalho
Avaliação de riscos
Laboratórios
Industrial hygiene
Risk assessment
Laboratories
Data do documento: 31-Out-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: KAWATA, Rafaela Mayumi. Riscos ocupacionais de laboratório de pesquisa. 2018. 75 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2018.
Resumo: O laboratório de pesquisa é um espaço comum nas Universidades e Centros de Pesquisa com a utilização de relevante número de pesquisadores, docentes, discentes, funcionários e estagiários. Porém, de modo geral, é um local onde as práticas de segurança são relegadas a um segundo plano devido a falta de conhecimento dos riscos e de informação dos usuários. A execução das atividades laboratoriais expõe o trabalhador à diversos riscos que devem ser identificados visando sua minimização para preservar a saúde e segurança do indivíduo. Assim, o presente trabalho tem como objetivo realizar um levantamento dos riscos inerentes às atividades exercidas em um laboratório de pesquisa localizado no estado do Paraná. Para tal foram utilizadas normas para os cálculos de ruído aos quais os trabalhadores ficam expostos e de iluminância do laboratório. O ruído foi calculado a partir da fórmula presente na NHO 01 da Fundacentro. Verificou-se um ciclo de exposição de ruído de cerca de 1 hora. Visto que o medidor de pressão sonora utilizado era de leitura instantânea, as medidas foram planejadas de maneira a cobrir 4 ciclos completos em dois dias diferentes, sendo totalizados 2 ciclos no período da manhã e 2 no período da tarde. As medições foram programadas para cada 15 segundos (perfazendo um total de 14.400 segundos) para garantir uma boa representatividade. O cálculo de iluminância foi baseada na ABNT NBR 5382 de 1985, que trata sobre a verificação de iluminância de interiores. Pelo fato do laboratório possuir dois diferentes tipos de iluminação, o local foi dividido em dois setores. O primeiro foi definido como um campo de trabalho regular, iluminado com fontes de luz padrão regular, simetricamente espaçadas em três fileiras. E o segundo em um campo de trabalho regular com teto luminoso. Ao final do levantamento de riscos, e da realização de uma Análise Preliminar de Riscos – APR, foi possível confeccionar um mapa de risco do laboratório. Dentre os resultados, os principais riscos levantados foram o químico (armazenamento incorreto, ausência de protocolos de uso e de informações do produto químico), o ergonômico (mobília inadequada propiciando desconforto na posição sentada, iluminação defasada), e de acidente (arranjo físico inadequado). Outros riscos como o biológico (possível contaminação biológica na etapa de coleta de amostras e durante a manutenção de cepas de cianobactérias) e físico (ruído de 76 dB(A), acima do recomendado para conforto acústico em laboratórios) também foram verificados, porém o nível de representatividade foi baixo.
Abstract: The research laboratory is a common space in universities and research centers with the use of relevant number of researchers, teachers, students, employees and trainees. However, in general, it is a place where security practices are relegated to background due to the lack of knowledge of risks and users information. The execution of the laboratorial activities exposes the worker to several risks that must be identified in order to minimize them and preserve the health and safety of the individual. Thus, the present work aims to carry out a survey of the risks inherent to the activities carried out in a research laboratory located in the state of Paraná.For this, standards were used for noise calculations to which workers are exposed and for illuminance in the laboratory. The noise was calculated from a formula present in the NHO 01 of Fundacentro. There was a cycle of noise exposure of about 1 hour. Since the sound pressure meter used was a instantaneous reading, measurements were planned to cover 4 complete cycles on two different days, with 2 cycles being totaled in the morning and 2 in the afternoon. Measurements were programmed for every 15 seconds (totaling 14,400 seconds) to ensure good representativeness. The calculation of illuminance was based on ABNT NBR 5382 of 1985, which deals with the verification of interior illuminance. Due to the fact that the laboratory has two different types of lighting, the site was divided into two sectors. The first was defined as a regular work field, illuminated with regular standard light sources, symmetrically spaced in three rows. And the second was defined as a regular work camp with bright ceiling. At the end of the risk assessment, and a preliminary risk analysis - APR, it was possible to prepare the laboratory’s risk map. Among the results, the main risks posed were chemical (incorrect storage, absence of protocols for use and chemical information), ergonomic (inadequate furnishings causing discomfort in sitting position, delayed lighting), and accident (inadequate physical arrangement ). Other risks, such as biological (possible biological contamination at the sampling and maintenance stages of cyanobacteria strains) and physical (noise of 76 dB (A), above that recommended for acoustic comfort in laboratories) were also verified, however, with low level of representativeness.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11418
Aparece nas coleções:LD - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_CEEST_VII_2019_08.pdf1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.