Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11618
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorParreira, Tássia de Matos Cabeçone-
dc.date.accessioned2019-08-12T19:46:25Z-
dc.date.available2019-08-12T19:46:25Z-
dc.date.issued2017-06-21-
dc.identifier.citationPARREIRA, Tássia de Matos Cabeçone. Análise dos efeitos de um programa de treinamento no desempenho de praticantes de rugby em cadeira de rodas. 2017. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Educação Física) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/11618-
dc.description.abstractThe purpose of this study was to analyze the effects of a training program on the performance of wheelchair rugby practitioners. The research is pre-experimental with a cross-sectional design. The twelve participants are from the wheelchair rugby team Gladiators Curitiba Rugby. Participants were submitted to the protocol for Beck motor battery evaluation. The battery consists of five physical tests specific to the rugby wheelchair. The normality of the data was tested using the Shapiro-Wilk test. The differences between the means of the general test score (before and after) were tested using the student's "t" test for paired samples. The Wilcoxon test was used to test the differences between before and after the five physical battery tests. The level of significance was set at p≤0.05. The functional classification of the participants was distributed as follows: classification 0.5 (16.7%); Classification 1.5 (16.7%); Classification 2 (41.7%); Classification 2.5 (25%). The etiology of the lesion of the participants is heterogeneous, with the most prevalent being CML and Dejerine Sottas. The results between the test and re-test times of the Beck battery showed a mean improvement in all five tests, after 12 weeks of training. The MAN test (ball handling) averaged 21.49%; LOCK (blocking performance) with 9.03%; PREC (pass accuracy) with 16%; PASS (long distance pass) with 34.4% and VEL (speed of 20m) with 10.26%. After these analyzes, it was concluded that this period between evaluations was sufficient for the change in the levels of physical abilities in a positive way.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Tecnológica Federal do Paranápt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectRugby - Treinamento físicopt_BR
dc.subjectCadeira de rodaspt_BR
dc.subjectCapacidade motora - Avaliaçãopt_BR
dc.subjectAptidão físicapt_BR
dc.subjectEducação físicapt_BR
dc.subjectRugby football - Physical trainingpt_BR
dc.subjectWheelchairspt_BR
dc.subjectMotor ability - Evaluationpt_BR
dc.subjectPhysical fitnesspt_BR
dc.subjectPhysical education and trainingpt_BR
dc.titleAnálise dos efeitos de um programa de treinamento no desempenho de praticantes de rugby em cadeira de rodaspt_BR
dc.title.alternativeAnalysis of the effects of a training program on the performance of wheelchair rugby playerspt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste estudo foi analisar os efeitos de um programa de treinamento no desempenho de praticantes de rugby em cadeira de rodas. A pesquisa é pré- experimental com delineamento transversal. Os doze participantes são do time de rugby em cadeira de rodas Gladiadores Curitiba Rugby. Os participantes foram submetidos ao protocolo de avaliação motora bateria Beck. A bateria é constituída de cinco testes físicos próprios da modalidade rugby em cadeira de rodas. A normalidade dos dados foi testada através do teste de Shapiro-Wilk. As diferenças entre as médias do escore geral dos testes (antes e depois) foram testadas utilizando-se o teste “t” de student para amostras pareadas. O teste de Wilcoxon foi utilizado para testar as diferenças entre o antes e depois dos cinco testes físicos da bateria. O nível de significância adotado foi de p≤0,05. A classificação funcional dos participantes ficou assim distribuída: classificação 0,5 (16,7%); classificação 1,5 (16,7%); classificação 2 (41,7%); classificação 2,5 (25%). A etiologia da lesão dos participantes é heterogênea, sendo a mais prevalente a LME c7 e Dejerine Sottas. Os resultados entre o momento teste e re-teste da bateria Beck apresentaram melhora média percentual nos cinco testes, depois de 12 semanas de treinamento. O teste MAN (manejo de bola) com média de 21,49%; BLOQ (desempenho de bloqueio) com 9,03%; PREC (precisão de passe) com 16%; PASS (passe de longa distância) com 34,4% e VEL (velocidade de 20m) com 10,26%. Após essas análises, conclui-se que esse período entre as avaliações foi suficiente para a alteração nos níveis de habilidades físicas de maneira positiva.pt_BR
dc.degree.localCuritibapt_BR
dc.publisher.localCuritibapt_BR
dc.contributor.advisor1Añez, Ciro Romelio Rodrigues-
dc.contributor.referee1Añez, Ciro Romelio Rodriguez-
dc.contributor.referee2Bassan, Júlio Cesar-
dc.contributor.referee3Rodacki, Cíntia de Lourdes Nahhas-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programBacharelado em Educação Físicapt_BR
dc.publisher.initialsUTFPRpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApt_BR
Aparece nas coleções:CT - Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COEFI_2017_1_02.pdf1,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.