Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12523
Título: “Como ficará a superioridade do homem?”: potencialidades de afetação e a identificação do ser mulher cientista
Autor(es): Hyrycena, Ana Carolina
Orientador(es): Pricinotto, Gustavo
Palavras-chave: Mulheres na ciência
Identificação
Cultura - Estudo e ensino
Feminismo e ciência
Women in science
Identification
Culture - Study and teaching
Feminism and science
Data do documento: 12-Jul-2019
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: HYRYCENA, Ana Carolina. “Como ficará a superioridade do homem?”: potencialidades de afetação e a identificação do ser mulher cientista. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2019.
Resumo: O presente estudo teve como finalidade a compreensão do processo de afetação e produção da identificação de mulheres do curso de Licenciatura em Química, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, e buscamos investigar como esse processo atua na produção de uma rede de atores, em meio a distintos discursos em que elementos/atores que são sobrepostos e articulados em seu processo de identificação enquanto cientista mulher. Para isso fez-se a exibição do documentário “Marie Curie: a mãe da radiação” para que fossem elencadas as percepções das mulheres a partir da afetação pelo documentário em questão, seguida de uma análise qualitativa por meio de um questionário semi-estruturado, na qual percorremos os as falas das estudantes, buscando compreender de que maneira os atuantes formam uma rede, tendo em vista a rearticulação dos elementos que produzem formas de estabilização relativamente duráveis do ser e estar mulher, assim como formas de interdição do ser cientista. Diante do documentário apresentado, várias formas de afetação foram apresentadas pelas estudantes, articulando formas de discriminação e de perseguições sofridas, e, frequentemente, evidenciaram como afetação os episódios que retratam a dependência de Marie junto ao marido e ao orientador. Além disso, diversas estudantes demonstraram ser afetadas pela fala de um jornalista no momento em que Marie se torna a primeira mulher a lecionar na universidade de Sourbonne: “Como ficará a superioridade do homem?”. Então, percebemos a existência de elementos que, constantemente, estabilizam verdades que naturalizem a existência das mulheres, identificando-as na impossibilidade de serem cientistas sem seus respectivos “homens”. Mas seria inquestionável a superioridade dos homens? Seria possível desnaturalizar esta dependência? Para isso, é necessário que sejam estabelecidas possibilidades de repensar essa naturalização dos espaços nos quais as mulheres estão presentes, nessa teia articulada da despotencialização da identificação da mulher, desconstruindo espaços predefinidos para elas que as impossibilitam de escolherem seus caminhos.
Abstract: The purpose of the present study was to understand the process of affectation and production of the identification of women of the Licentiate in Chemistry course at the Federal Technological University of Paraná, and investigated how this process works in the production of a network of actors to different discourses in which elements / actors that are superimposed and articulated in their identification process as a female scientist. The documentary "Marie Curie: the mother of the radiation" was then screened so that the women's perceptions could be listed from the affectation by the documentary in question, followed by a qualitative analysis through a semistructured questionnaire, in the which we traverse the lines of the students, seeking to understand how the actors form a network, in view of the rearticulation of the elements that produce relatively durable forms of stabilization of being and being woman, as well as forms of interdiction of the scientist being. Faced with the documentary presented, various forms of affectation were presented by the students, articulating forms of discrimination and persecutions suffered, and often showed as affectation the episodes that portray Marie's dependence on her husband and counselor. In addition, several students have been shown to be affected by the speech of a journalist at the moment when Marie becomes the first woman to teach at the university of Sourbonne: "How will be the superiority of the man?". Then the network of actors, runs through an actor who aims to stabilize truths that naturalize the existence of women, identifying them in the impossibility of being scientists without their respective "men." But was the superiority of men unquestionable? Is it possible to denature this dependence? To do this, it is necessary to establish possibilities for rethinking this naturalization of the spaces in which women are present, in this articulated web of the depotentialization of women's identification, deconstructing predefined spaces for women that make it impossible for them to choose their paths.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12523
Aparece nas coleções:CM - Licenciatura em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
superioridadehomemmulhercientista.pdf
  Disponível a partir de 2021-08-01
369,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.