Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12550
Título: Estudo da relação de acidentes de trabalho com tempo de função dos colaboradores em uma empresa do ramo alimentício do interior do Paraná
Autor(es): Cristo, Agnes da Costa
Orientador(es): Michaloski, Ariel Orlei
Palavras-chave: Acidentes de trabalho
Estudo do tempo
Reciclagem profissional
Pessoal - Treinamento
Alimentos - Indústria
Industrial accidents
Time study
Occupational retraining
Employees - Training of
Food industry and trade
Data do documento: 28-Mar-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Ponta Grossa
Referência: CRISTO, Agnes da Costa. Estudo da relação de acidentes de trabalho com tempo de função dos colaboradores em uma empresa do ramo alimentício do interior do Paraná. 2018. 14 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2018.
Resumo: O Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de acidente de trabalho. Assim, torna-se curioso o motivo de tantos acidentes ocorridos, apesar dos esforços com a segurança no trabalho. Neste artigo, foi deixado de lado o método de análise monocausal, onde são limitadas as causas dos acidentes em falhas humana e, foi aderido a visão multicausal. Neste método de análise de acidentes, os fatores das falhas humanas podem ser a idade, experiência na função, pressão no trabalho, percepção de risco pelo trabalhador, satisfação no trabalho, entre outros. Numa empresa do ramo alimentício, localizada no interior do Paraná, foi realizado um estudo quantitativo para a investigação de qual o tempo de função que o colaborador está mais susceptível a se acidentar. Para, dessa forma, verificar a melhor estratégia de prevenção. Nesta pesquisa, notou-se que, nos anos de 2015, 2016 e 2017, os trabalhadores que mais sofreram acidentes de trabalho, estavam entre 01 a 05 anos trabalhando na mesma função. O motivo destes acidentes, nesta faixa de tempo na função, ocorre pela falsa sensação de segurança. Fato esse, que pode ser corrigido pelas reciclagens de treinamentos e capacitações, com foco em percepção de riscos, além de aplicar a política de consequência.
Abstract: Brazil occupies the fourth place in the world ranking of work accidents. Thus, the reason for so many accidents has become curious, despite the efforts with safety in the work. In this article, the method of monocausal analysis, where the causes of accidents in human faults are limited, was adhered to, and multicausal vision was adhered to. In this method of accident analysis, the factors of human failure can be age, experience in the function, pressure at work, perception of risk by the worker, satisfaction at work, among others. In a food business located in the interior of Paraná, a quantitative study was carried out to investigate the length of time the employee is most likely to be injured. In order to verify the best prevention strategy. In this research, it was noted that, in the years 2015, 2016 and 2017, workers who suffered the most from work accidents were between 01 to 05 years working in the same job. The reason for these accidents, in this time frame in the function, is because of the false sense of security. This fact can be corrected by the retraining of training and capacity building, focusing on risk perception, as well as applying the consequence policy.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12550
Aparece nas coleções:PG - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
estudotempofuncaocolaboradores.pdf350,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.