Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12562
Título: Aplicação de luz UVC para diminuição da carga microbiana em cenoura minimamente processada
Autor(es): Svistak, Irineu
Orientador(es): Scopel, Fábio Henrique Poliseli
Palavras-chave: Radiação ultravioleta
Cenoura
Alimentos - Microbiologia
Ultraviolet radiation
Carrots
Food - Microbiology
Data do documento: 20-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: SVISTAK, Irineu. Aplicação de luz UVC para diminuição da carga microbiana em cenoura minimamente processada. 2018.Trabalho de Conclusão de Curso (Tecnologia em Alimentos) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2018.
Resumo: A cenoura é um vegetal minimamente processado muito consumidos no Brasil, possui um papel importante no mercado de hortaliças e representa uma fatia considerável na economia brasileira em relação à produtos vegetais. A demanda dos consumidores de minimamente processados exige um produto que preserve ao máximo suas características organolépticas, isso requer que o alimento não seja submetido à processos de conservação e isso torna o risco de proliferação de microrganismos elevado. A sanitização por imersão em água clorada é o método tradicional mais utilizado atualmente, porém deixa resíduos e é necessário que o produto tenha contato com água. Este estudo avaliou a aplicação de luz UVC (ultravioleta de ondas curtas) no comprimento de onda de 265 nm e 280 nm como método alternativo de desinfecção de cenoura minimamente processada utilizando. A eficiência dos tratamentos foi determinada pelo método de contagem de microrganismos aeróbicos psicrotróficos em placas. Obteve-se redução de 2,0 unidades logarítmicas no tratamento UVC com ondas de 265 nm e mais de 1,0 unidade logarítmica no tratamento UVC com ondas de 280 nm em relação ao método tradicional. Obtiveram-se ainda, resultados satisfatórios na análise do padrão microbiológico exigido pela legislação e não foi observado mudança no pH.
Abstract: Carrot is a minimally processed vegetable widely consumed in Brazil, plays an important role in the vegetable market and represents a considerable share of the Brazilian economy in relation to vegetable products. The demand of minimally processed consumers requires a product that preserves their organoleptic characteristics to the maximum, this requires that the food is not subjected to the preservation processes and this makes the risk of proliferation of microorganisms high. Sanitization by immersion in chlorinated water is the traditional method most commonly used today, however it leaves residues and it is necessary that the product has contact with water. This study evaluated the application of UVC light (ultraviolet shortwave) at wavelengths of 265 nm and 280 nm as an alternative method of disinfection of carrot minimally processed using. The efficiency of the treatments was determined by the method of counting aerobic psychrotrophic plaque microorganisms. A reduction of 2.0 log units was obtained in the UVC treatment with 265 nm waves and more than 1.0 logarithmic unit in the UVC treatment with 280 nm waves in relation to the traditional method. Also, satisfactory results were obtained in the analysis of the microbiological standard required by the legislation and no change in pH was observed.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12562
Aparece nas coleções:CM - Tecnologia em Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
luzuvccenoura.pdf683,08 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.