Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12822
Título: Resgate e valorização do conhecimento popular das benzedeiras: um guia fotográfico de plantas medicinas
Título(s) alternativo(s): Rescue and valorization of the popular knowledge of healers: a photograph guide of medicinal plants
Autor(es): Marcos, Lara Susan
Orientador(es): Kovalski, Mara Luciane
Palavras-chave: Etnobotânica
Conhecimento tradicional associado
Plantas medicinais
Ethnobotany
Traditional ecological knowledge
Medicinal plants
Data do documento: 22-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: MARCOS, Lara Susan. Resgate e valorização do conhecimento popular das benzedeiras: um guia fotográfico de plantas medicinas. 2018. 55 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2018.
Resumo: O objetivo central da presente pesquisa foi resgatar o conhecimento sobre o uso das plantas medicinais das benzedeiras do município de Dois Vizinhos, Paraná, e elaborar um guia fotográfico de plantas medicinais para auxiliar a população da identificação visual das plantas para fins medicinais. Desta forma, relacionar os saberes popular e científico. A pesquisa foi realizada com três benzedeiras, de 51, 64 e 84 anos, todas católicas, localizadas por meio de recomendações da população local. Neste trabalho foram realizadas entrevistas com questões semiestruturadas, questionando-as sobre sua vida, sobre a benzição e a relação com as plantas medicinais, como o nome popular, uso e aplicação. Também foi realizada a coleta do material botânico para depositar no herbário da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Dois Vizinhos para auxiliar na identificação taxonômica das mesmas, e foi feito o registro fotográfico para elaboração do guia. Os resultados apontam a identificação de 55 espécies de plantas, distribuídas em 24 famílias botânicas, sendo as mais frequentes as famílias Asteraceae, Myrtaceae e Lamiaceae, consecutivamente. Isso indica que as mesmas são muito representativas para fins medicinais, em virtude de seus princípios ativos. Chama a atenção o número de espécies nativas em relação as exóticas, onde as últimas se apresentam em 48% de todo o material, fator que pode estar relacionado com os processos migratórios e manejo da vegetação pela comunidade. Em relação a parte da planta mais utilizada, destacam-se as folhas, seguido dos ramos, talvez isso esteja relacionado pelo fato de as mesmas estarem disponíveis durante o ano todo e também pelo fácil manejo. Quanto ao preparo das plantas, a forma mais frequente é nas garrafadas, que consiste em uma mistura de diferentes ervas de acordo com o tipo de enfermidade a ser tratada. Depois da garrafada vem a decocção, que é a fervura da planta para depois ingerir. As indicações foram distribuídas em 11 grupos de acordo com os sistemas do corpo humano e aplicações mais específicas. Destacam-se o sistema digestivo, com o número de enfermidades medicadas através de plantas, depois o sistema imunológico, cardiovascular e nervoso, com o mesmo número de menções. Pode-se concluir que os resultados foram muito significativos e satisfatórios, apresentando dados do conhecimento tradicional e realizando o resgate científico dos mesmos.
Abstract: The objective of this research was to evaluate the use of medicinal plants of the municipality of Dois Vizinhos, Paraná, as well as to preserve the intangible cultural heritage of Brazil. Along with this, build a guide of medicinal plants to help the visual identification of plants for medicinal purposes, in this way, rescue the popular and scientific knowledge. The research was fulfilled with three healers, of 51, 64 and 84 years old, all catholics, located at the choice of the local population, in which semistructured interviews were conducted, questioning them about their life, about the benzation and the relation with medicinal plants, such as the popular name, use and application. Also, fulfilled the collect of botanical material to deposit in the herbarium of the Federal University of Technology of Paraná, Dois Vizinhos campus, and to assist in the taxonomic identification of the same, and photographic record for the preparation of the guide. The results indicate the identification of 55 species of plants, distributed in 24 botanical families, being the most frequent the families Asteraceae, Myrtaceae and Lamiaceae, consecutively. This indicates that they are very representative for medicinal purposes, because of their active principles. It draws attention to the number of native species in relation to exotic species, where the latter occur in 48% of all material, a factor that may be related to community migratory and management processes by the community. In relation to the most used part of the plant, the leaves stand out, followed by the branches. Perhaps this is related to the fact that they are available all year and also because they are easy for management. As for the preparation of the plants, the most frequent form is in the bottles, which consists of a mixture of different herbs according to the type of disease to be treated. After the bottle comes the decoction, which is the boil of the plant to then ingest. The indications were distributed in 11 groups according to human body systems and more specific applications. The most important are the digestive system, with more number of diseases by medicinal plants, then the immune system, cardiovascular and nervous, with the same number of mentions. It can be concluded that the results were very significant and satisfactory, presenting data of the traditional knowledge and realizing the scientific rescue of the same ones.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12822
Aparece nas coleções:DV - Licenciatura em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COBIO_2018_2_14.pdf9,87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.