Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13045
Título: Efeito de substrato na produção de mudas de aroeira-do-sertão (Myracroduon urundeuva Fr. All.)
Título(s) alternativo(s): Effect of substrate on the production of aroeira-do-sertão (Myracroduon urundeuva Fr. All.)
Autor(es): Lima, Paulo César de
Orientador(es): Abreu, Daniela Cleide Azevedo de
Palavras-chave: Plantas - Meios de cultivo
Mudas - Qualidade
Árvores - Mudas
Plant growing media
Seedlings - Quality
Trees - Seedlings
Data do documento: 23-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: LIMA, Paulo César de. Efeito de substrato na produção de mudas de aroeira-do-sertão (Myracroduon urundeuva Fr. All.). 2018. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2018.
Resumo: A procura por substrato que vise fornecimento de nutrientes e proporcione condições adequadas para o crescimento e desenvolvimento de mudas de espécies florestais com boa qualidade vem crescendo ultimamente. Determinados materiais orgânicos apresentam características importantes para desenvolvimento de mudas, mas estudos principalmente para espécies nativas são escassos. Contudo ainda existe escassez de informações sobre formulações de substratos para espécies florestais nativas. O objetivo geral deste trabalho foi estudar formulações de substratos renováveis para a emergência, crescimento e o desenvolvimento para a produção mudas de Myracroduon urundeuva Fr. All em condições de viveiro florestal. O experimento foi realizado no viveiro florestal da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Dois Vizinhos. Foram elaborados cinco tratamentos: t1 (100% terra de subsolo); t2 (60% terra de subsolo, 20% vermiculita, 10% areia e 10% cama aviário), t3 (50% terra de subsolo, 10% vermiculita, 20% moinha de carvão, 10% areia e 10% cama de aviário; t4 (40% terra de subsolo, 20% vermiculita, 20% moinha de carvão, 10% areia e 10% cama de aviário; t5 (30% terra de subsolo, 20 % vermiculita, 20% moinha de carvão, 20% areia e 10 cama de aviário; As mudas foram produzidas em tubetes de 290 cm³ delineamento estatístico blocos ao acaso com quatro repetições e dez mudas por repetição, totalizando 40 mudas por tratamento. Foram analisados a qualidade física, fisiológica e morfológica das mudas produzidas, as avaliações fisiológicas em viveiro durante 15 dias após a semeadura. Foram realizadas quatro avaliações morfológicas com 7, 14, 21, 28 dias após a estabilização da emergência e não houve diferença significativas entre os tratamentos.
Abstract: Demand for substrate that aims to supply nutrients and provide adequate conditions for the growth and development of seedlings of forest species with good quality has been growing lately. Certain organic materials present important characteristics for seedling development, but studies mainly for native species are scarce. However, there is still scarcity of information on substratum formulations for native forest species. The general objective of this work was to study formulations of renewable substrates for emergence, growth and development for the production of seedlings of Myracroduon urundeuva Fr. All under forest nursery conditions. The experiment was carried out at the forest nursery of the Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Dois Vizinhos. Five treatments were elaborated: t1 (100% underground soil); t2 (60% underground soil, 20% vermiculite, 10% sand and 10% aviary bed), t3 (50% subsoil soil, 10% vermiculite, 20% charcoal, 10% sand and 10% aviary bed; t4 (40% subsoil, 20% vermiculite, 20% vermiculite, 20% sand, and 10% sand bed); 10 litter bed The seedlings were produced in 290 cm³ tubes, randomized blocks design with four replications and ten seedlings per replicate, totaling 40 seedlings per treatment.The physical, physiological and morphological quality of the seedlings produced were analyzed, the physiological evaluations in a nursery for 15 days after sowing. Four morphological evaluations were carried out at 7, 14, 21, 28 days after stabilization of the emergence and there was no significant difference between treatments.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13045
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2018_2_08.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.