Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13138
Título: Variabilidade espacial do microclima proporcionado por Eucalyptus gradis W. Hill x Maiden em sistema silvipastoril
Título(s) alternativo(s): Spatial variability of proportionate microclimate by Eucalyptus grandis W. Hill x Maiden in silvipastorl system
Autor(es): Germano, Aline Delfino
Orientador(es): Vieira, Frederico Márcio Corrêa
Palavras-chave: Agrossilvicultura
Sustentabilidade
Eucalyptus grandis
Agroforestry
Sustainability
Data do documento: 20-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: GERMANO, Aline Delfino. Variabilidade espacial do microclima proporcionado por Eucalyptus gradis W. Hill x Maiden em sistema silvipastoril. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2015.
Resumo: Estudos relacionados ao manejo sustentável de propriedades rurais são crescentes, pois uma das grandes preocupações é o desmatamento para a produção de alimentos pelo método convencional, sendo este um dos grandes contribuintes para as mudanças climáticas globais. Com a alta demanda de melhorias e preocupações com o meio ambiente, os sistemas de produção têm se adaptado para que sejam mais produtivos e ao mesmo tempo sustentáveis, preservando os mananciais e biomas existentes. Com a finalidade de diminuir impactos ambientais, os sistemas agroflorestais consistem em alternativas que abrangem a sustentabilidade e renda em um único espaço e tempo. Dentro destes, o sistema silvipastoril contribui para a produção de animais, forragens e árvores, trazendo diversas rendas e contribuindo para a sustentabilidade. Desta forma, objetivouse por meio deste estudo avaliar a variabilidade espacial do microclima proporcionado pelo Eucalyptus grandis W. Hill x Maiden em sistema silvipastoril. A pesquisa foi realizada no município de Enéas Marques (PR) em uma propriedade com sistema silvipastoril para gado leiteiro nos meses de abril a setembro de 2015. A pesquisa foi analisada utilizando-se a inferência geoestatística, por meio do método de krigagem ordinária, em que foram escolhidos 96 pontos de amostragem. Os pontos foram amostrados em três horários distintos sendo eles 8, 12 e 16 horas, todavia a cada hora foi realizada uma mensuração a pleno sol. As variáveis amostradas foram: temperatura do ar e superfície, umidade relativa, velocidade do vento e luminosidade. Todas as variáveis foram medidas a 20 cm e 1,5 metros do solo. Os dados foram tabulados e analisados pelo software estatístico R. Os resultados obtidos demostraram que para a altura 0,20 m do solo a intensidade luminosa, temperatura do ar e da superfície foram menores dentro do sistema silvipastoril, já a umidade relativa do ar foi maior dentro do sistema. Para a altura de 1,5 metros a luminosidade e umidade relativa apresentaram-se maior dentro do sistema, entretanto a temperatura apresentou-se inferior no sistema silvipastoril. O índice de temperatura e umidade encontrou-se dentro dos padrões desejáveis para o conforto térmico animal dentro do sistema silvipastoril. Os modelos testados obtiveram diferentes parâmetros e dependência espacial para variáveis microclimáticas, todavia o modelo circular ajustou-se melhor as estas variáveis: umidade relativa (0,20 m), velocidade do vento (0,20 e 1,5 m) temperatura da superfície e o índice de temperatura e umidade. A variabilidade espacial das variáveis microclimáticas ocorreu de acordo com o ângulo em que o sol se encontrava nos períodos mensurados. Portanto, recomenda-se realizar o manejo dos piquetes utilizando informações de variabilidade espacial, tanto para o conforto térmico animal quanto para a produção ótima de forragem em sistema silvipastoril.
Abstract: Studies related to the sustainable management of farms are growing as a major concern is deforestation for food production by the conventional method, which is one of the major contributors to global climate change. With the high demand for improvement and concerns about the environment, production systems have been adapted to be more productive and at the same time sustainable, preserving water sources and existing biomes. In order to reduce environmental impacts, agroforestry systems consist of alternatives that cover sustainability and income in one space and time. Within these, the silvopastoral system contributes to the production of animal fodder and trees, bringing miscellaneous income and contributing to sustainability. Thus, the aim of this study by evaluating the spatial variability of microclimate provided by Eucalyptus grandis W. Hill x Maiden in silvopastoral system. The survey was conducted in the municipality of Enéas Marques (PR) in a property with silvopastoral system for dairy cattle in the months from April to September 2015. The survey was analyzed using the geostatistical inference, using the ordinary kriging method, 96 were chosen sampling points. The points were sampled at three times they are 8, 12 and 16 hours, but every time we carried out a measurement in full sun. The variables sampled were: air temperature and surface, relative humidity, wind speed and brightness. All variables were measured at 0.20 and 1.5 meters from the ground. Data were tabulated and analyzed by statistical software R. The results showed that for the height 0.20 m soil light intensity, air temperature and the surface were lower in the silvopastoral system, since the relative humidity was higher within the system. To the height of 1.5 meters the brightness and relative humidity had a higher within the system, but the temperature had to be lower than in the silvopastoral system. The temperature-humidity index was within the desirable standards for thermal comfort inside the silvopastoral system. The obtained different models tested parameters and spatial dependence for microclimatic variables, however the circular model best set of these variables: relative humidity (0,20 m), wind speed (0.20 and 1.5 m) surface temperature and the temperature and humidity index. The spatial variability of microclimatic variables occurred according to the angle at which the sun was in the measured periods. Therefore, it is recommended to carry out the management of pickets using spatial variability of information, both for the animal thermal comfort as to the optimal forage production in silvopastoral system.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13138
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2015_2_04.pdf2,2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.