Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1331
Título: Segurança do trabalho em pequenas obras da construção civil em Guarapuava
Autor(es): Souza, Diego Kyochi Katayama de
Orientador(es): Romano, Cezar Augusto
Palavras-chave: Segurança do trabalho
Construção civil - Normas
Acidentes de trabalho
Industrial safety
Building - Standards
Industrial accidents
Data do documento: 23-Abr-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: SOUZA, Diego Kyochi Katayama de. Segurança do trabalho em pequenas obras da construção civil em Guarapuava. 2013. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2013.
Resumo: O objetivo desse trabalho foi realizar o levantamento da situação dos trabalhadores da construção civil de obras de pequeno porte no município de Guarapuava. A indústria da construção nos últimos anos vem de um forte crescimento, isso graças ao forte crescimento da renda e do emprego dos trabalhadores e da facilidade de financiamento. Esse aumento ocorreu em grandes empreendimentos como também nas pequenas construções, onde o número de trabalhadores contratados é menor. Foram realizadas visitas em quatro canteiros de obras na cidade de Guarapuava, Paraná, onde foram observados os seguintes quesitos da NR-18, Instalações Elétricas, Equipamentos de Proteção Individual, Armazenagem e Estocagem de Materiais, Ordem e Limpeza e Áreas de Vivência e escavações. Também foi perguntada a faixa etária, grau de escolaridade, tempo de atuação na construção civil, a informalidade e o nível de ocorrência de acidentes de trabalho. Dos quesitos analisados nenhum canteiro seguia as normas em sua totalidade. O que havia nos canteiros eram adaptações e improvisações. Muitos trabalhadores relatavam a experiência no trabalho como justificativa para não utilizar os EPI’s e de não seguir as práticas mais seguras de trabalho. Das perguntas realizadas a faixa etária mais representativa foi a entre 40 e 49 anos com 37% dos entrevistados, com relação a escolaridade a grande maioria dos trabalhadores não concluíram o ensino fundamental o que representa 70% dos entrevistados. Dos trabalhadores entrevistados 67% atuam a mais de 5 anos no setor, desses trabalhadores 63% não possuem carteira assinada ou qualquer seguro trabalhista. Em relação a ocorrência de acidentes 30% dos entrevistados disseram já ter sofrido algum acidente relacionados ao trabalho. O não cumprimento das normas pode ser justificado pelo fato de não haver fiscalização mais ativa em empresa desse porte ou até mesmo pela falta de informação dos trabalhadores.
Abstract: The objective of this academic work was to survey the situation of workers of the construction works small in Guarapuava. The construction industry in recent years has been strong growth, so thanks to strong growth in income and employment of workers and the financing facility. This increase was in large enterprises as well as in small buildings where the number of contract workers is lower. Visits were carried out in four construction sites in Guarapuava, Paraná, where the following items were observed in NR-18, Electrical Installations, Personal Protective Equipment, Storage and Storage Materials, Order and Cleanliness and Areas of Experience and excavations. Was also asked to age, education level, length of time working in construction, informality and the level of occurrence of accidents. None of the issues analyzed plot followed the rules in their entirety. What was the beds were adaptations and improvisations. Many workers reported the experience of working as a justification for not using the PPE and not following safe working practices more. Of the questions asked the age group was the most representative enters 40 to 49 years with 37% of respondents with respect to education the vast majority of workers did not complete elementary school which represents 70% of respondents. Workers interviewed 67% work more than 5 in the sector, 63% of these workers does not have any insurance or formal labor. Regarding accidents 30% of respondents said they had suffered any work-related accident. Ignoring the standards can be justified by the fact that there is more active in monitoring company of this size or even the lack of information workers.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1331
Aparece nas coleções:CT - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_CEEST_XXIV_2013_08.pdf2,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.