Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13603
Título: Silent “E”: reflexões sobre a influência da ortografia na pronúncia
Autor(es): Andrade, Maria Angélica de Castilho
Orientador(es): Gomes, Maria Lúcia de Castro
Palavras-chave: Linguagem e línguas - Estudo e ensino
Línguas modernas
Língua inglesa - Estudo e ensino
Língua inglesa
Língua inglesa - Fonética
Língua inglesa - Pronúncia
Language and languages - Study and teaching
Languages, Modern
English language - Study and teaching
English language
English language - Phonetics
English language - Pronunciation  
Data do documento: 14-Out-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: ANDRADE, Maria Angélica de Castilho. Silent "E": reflexões sobre a influência da ortografia na pronúncia. 2016. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Ensino de Línguas Estrangeiras Modernas) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2016.
Resumo: Este trabalho tem por finalidade levantar questionamentos e encontrar possíveis respostas para problemas relacionados a uma regra da fonética da língua inglesa chamada silent “e” ou “e” silencioso. A inobservância de tal regra pode levar a alguns fenômenos linguísticos como a paragoge e a epêntese. Por que isso acontece? Em que ponto do aprendizado de uma LE (no caso específico deste trabalho – a língua inglesa) o aluno/aprendiz precisa tomar conhecimento de regras fonéticas? O professor está preparado para ensinar aspectos de pronúncia em sala de aula? São estes alguns dos questionamentos levantados para fomentar discussões atuais e futuras no que se refere ao ensino de pronúncia da língua inglesa no Brasil. Nesse sentido, o presente trabalho está assim estruturado: uma introdução que apresenta o problema, o silent “e”,) e justifica a sua possível relevância. Num segundo momento, um breve relato sobre a história da língua inglesa e um levantamento resumido sobre a ortografia, sons e sílabas do inglês e do português. Na sequência, o fenômeno epêntese/paragoge relacionado ao silent “e”, e ainda um capítulo sobre a aquisição/aprendizagem e o ensino da pronúncia da língua inglesa. Segue então, uma sucinta discussão sobre as idéias principais apresentadas, e por fim, a conclusão com as considerações finais. Porém, essa última seção não traz exatamente uma resposta final para o fechamento do trabalho mas, modestamente, pretende instigar novas pesquisas e discussões relativas ao tema principal, o silent “e”.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/13603
Aparece nas coleções:CT - Ensino de Línguas Estrangeiras Modernas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_CELEM_XII_2016_6.pdf468,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.