Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1544
Título: Análise ergonômica do posto de trabalho do mecânico automotivo
Autor(es): Evangelista, Leoni
Orientador(es): Makishima, José Narumi de Queiroz
Palavras-chave: Ambiente de trabalho - Análise
Ergonomia
Mecânicos de automóveis
Work environment - Analysis
Human engineering
Automobile mechanics
Data do documento: 23-Abr-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: EVANGELISTA, Leoni. Análise ergonômica do posto de trabalho do mecânico automotivo. 2013. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2013.
Resumo: Ao longo da história humana a ergonomia vem se desenvolvendo com o objetivo de proporcionar maior conforto às atividades desenvolvidas pelo homem. Junto com a modernização dos postos de trabalho, veio a necessidade de desenvolver estudos capazes de neutralizar ou minimizar os impactos negativos à saúde e bem estar do trabalhador. Visando contribuir para esse fim, este trabalho teve como principal objetivo realizar uma Análise Ergonômica do Trabalho dos profissionais que exercem a função de mecânico automotivo e que desenvolvem atividades de manutenção na parte inferior do veículo, em uma concessionária localizada na cidade de Curitiba - PR, utilizando o método OWAS, com auxilio do software Ergolândia 3.0. Esta atividade exige do mecânico uma postura inadequada, pois trabalha em pé e com os braços erguidos acima da linha dos ombros a maior parte do tempo. Aplicado o questionário aos mecânicos automotivos conclui-se que a demanda ergonômica é de ordem biomecânica, ou seja, a reclamação de dores nos ombros foi registrada por 33% dos entrevistados, dores no pescoço por 26% e dores nas costas por 13%. Constatou-se através da análise dos resultados que a atividade de troca de óleo e filtros, desenvolvida pelo mecânico automotivo, não apresenta risco ergonômico grave, porém, a postura das costas e dos braços, classificadas na categoria 3, segundo o método OWAS, foram enquadradas como posturas que merecem atenção a curto prazo.
Abstract: Throughout human history the ergonomics has been developed with the objective of providing comfort to the activities developed by human. With the modernization of employment, came the need to develop studies to neutralize or minimize the negative impacts to the health and wellbeing of the worker. To contribute to this, this study had as the main objective, to perform an ergonomic analysis for the work of the professionals who are automotive mechanics and makes the maintenance into the vehicles in a concessionary located in Curitiba City- PR, using the OWAS method, with the assistance of the software Ergolândia 3.0. This Activity requires of the mechanics a not adequate posture, because they work all the time on foot and the arms raised above the shoulder line. Applied a questionnaire to the mechanics, concludes that the ergonomic demand is of the biomechanical order, in other words, the complaint of shoulder pain has been registered as 33% of the interviewees, neck pain as the 26%, backache as the 13%. It was found by the analysis of the results, that the activity of change oil and filters, done by the mechanics do not show serious ergonomics risks, but, the posture of the back and the arms, classified as category 3, according to the OWAS method, it was placed as a posture that needs some care but in a short time.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1544
Aparece nas coleções:CT - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_CEEST_XXV_2013_21.pdf2,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.