Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1578
Título: Robinson Crusoé em Foe: Coetzee lê Defoe com as lentes do pós-colonialismo
Autor(es): Moraes, Carla Denize
Orientador(es): Fioruci, Wellington R.
Palavras-chave: Análise do diálogo
Análise do discurso narrativo
Pós-colonialismo na literatura
Pós-modernismo (Literatura)
Dialogue analysis
Discourse analysis, Narrative
Postcolonialism in literature
Postmodernism (Literature)
Data do documento: 18-Out-2012
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: MORAES, Carla Denize. Robinson Crusoé em Foe: Coetzee lê Defoe com as lentes do pós-colonialismo. 2012. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2012.
Resumo: Este estudo consiste na abordagem do gênero narrativa de viagem sob a perspectiva de dois autores - Daniel Defoe, no século XVIII, e John Maxwell Coetzee, no século XX – estabelecendo, através do comparativismo, as relações históricas e textuais entre suas respectivas obras, Robinson Crusoé (1719) e Foe (1986). O romance Foe aparece como uma releitura contemporânea do gênero relatos de viagem, o qual já havia sido desenvolvido em Robinson Crusoé, romance precursor desta categoria temática. Coetzee retoma o clássico tecendo reflexões a respeito do contexto colonialista em que Defoe escrevia. Desse modo, Coetzee lança um novo olhar para o tema sob o enfoque do pós-colonialismo. Tal perspectiva reflete no modo de escritura do texto, de forma que o gênero, reflexo da imagem de uma época, acaba sendo reconstruído, de acordo com a perspectiva pós-moderna.
Abstract: This study consists of the approach of the travel writing from the perspective of two authors - Daniel Defoe, in the eighteenth century, and John Maxwell Coetzee, in the twentieth century. It establishes, through comparativism, the textual and historical relations between their respective works, Robinson Crusoe (1719) and Foe (1986). The novel Foe appears as a contemporary reinterpretation of the travel narrative genre which had already been developed in Robinson Crusoe, an earlier of this thematic category. Coetzee takes over the classic work establishing reflections concerning the colonial context in which Defoe wrote his work. Thus Coetzee takes a new look at the theme under the focus of the post-colonialism approach. This perspective reflects the way of writing the text, so the genre, reflection of the image of a period, ends up being rebuilt, according to the post-modern perspective.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1578
Aparece nas coleções:PB - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COLET_2012_2_4.pdf257,35 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.