Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1600
Título: Reconstrução paleoambiental de um depósito sedimentar em Turvo-Paraná, utilizando fitólitos, análises isotópicas (δ13C) e datações absolutas 14C
Autor(es): Rasbold, Giliane Gessica
Orientador(es): Caxambú, Marcelo Galeazzi
Palavras-chave: Turfeira
Geologia ambiental
Peat bogs
Environmental geology
Data do documento: 10-Set-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: RASBOLD, Giliane Gessica. Reconstrução paleoambiental de um depósito sedimentar em Turvo – Paraná, utilizando fitólitos, análises isotópicas (δ13C) e datações absolutas 14C. 2013. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2013.
Resumo: A pesquisa consiste na análise de um testemunho sedimentar (44 cm), recuperado próximo a área urbana de Turvo-Paraná, em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista, foi realizada a análise da assembleia de fitólitos a cada 2 cm (22 amostras), para tanto as amostras foram submetidas à aquecimento com Hidróxido de Potássio - KOH (10%) e posteriormente foi feita a separação por densidade utilizando Cloreto de Zinco (2,2g/cm³), foram utilizados 50 μl de material para a montagem das lâminas com Entellan®. Houve a quantificação de 200 fitólitos identificáveis por sequencia, também foi realizado a estimativa de concentrações de fitólitos. A partir da contagem, foram calculados os índices de adaptação a aridez (Iph), índice climático (Ic) e índice de umidade (Iu), esses índices são calculados com base nas relações dos fitólitos de diferentes subfamílias de Poaceae. Foram realizadas datações 14C em duas profundidades, à 44 cm a datação atingiu 14.553 Cal anos AP e a 22 cm 6.090 Cal anos AP., a realização das análises dos sinais isotópicos mostram que o testemunho varia de -19,0‰ da base até -21,5‰ aos 10 cm, mostrando uma mudança pouco significativa e de maneira gradativa ao longo do perfil. Foi possível estabelecer a presença de duas fases quanto às mudanças das condições climáticas para o depósito sedimentar, a Fase I inicia-se em 14.553 Cal anos AP (44 cm) até os 24 cm, anterior à 6.090 Cal. anos AP, em ambiente com predomínio de condições climáticas mais secas, evidenciadas pelo índice de adaptação a aridez elevado, índice de umidade baixo e fitólitos indicativos de stress hídrico, a Fase II é caracterizada por um aumento gradativo da umidade, índice de adaptação a aridez baixa e por um enriquecimento do sinal isotópico, caracterizando um clima mais úmido e/ou alta umidade disponível no solo. As interpretações corroboram estudos realizados no estado do Paraná, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.
Abstract: The research is the analysis of a testimony sediment (44 cm), recovered close to the urban area of Turvo-Paraná, in a remnant of Araucaria Forest, analysis was performed of the assembly of phytoliths every 2 cm (22 samples), for both samples were subjected to heating with potassium hydroxide - KOH (10%) and was subsequently made by density separation using zinc chloride (2.2 g/cm³), were used 50 l of material for mounting the blades with Entellan ®. There quantification of 200 phytoliths identifiable by sequence, was also performed, to estimate concentrations of phytoliths. From the score, we calculated the rates of adaptation to aridity (Iph), climatic index (Ic) and moisture content (Iu), these indices are calculated based on the relationships of phytoliths from different subfamilies of Poaceae. 14C datings were performed at two different depths, to 44 cm dating reached 14,553 Cal yr BP and 22 cm 6090 Cal yr BP. The analyzes of the isotopic signals show that the testimony varies from -19.0‰ to -21 base 5 cm to 10‰ showing insignificant change in a gradual way and along the profile. It was possible to establish the presence of two phases as to changing climatic conditions for the sedimentary deposit, Phase I starts at 14,553 Cal yr BP (44 cm) up to 24 cm, prior to 6090 Cal. years BP, in an environment with predominance of drier climatic conditions, as evidenced by high rate of adaptation to aridity, low moisture content and low phytoliths indicative of water stress, Phase II is characterized by a gradual increase in humidity, low adaptation aridity index and a isotopic enrichment, featuring a wetter climate and/or high moisture available in the soil. Interpretations corroborate studies in the state of Paraná, Mato Grosso do Sul and Minas Gerais.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1600
Aparece nas coleções:CM - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COEAM_2013_1_15.pdf
  Acesso Restrito
3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.