Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/16656
Título: Análise da vulnerabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio Ocoy, no Oeste do Paraná
Título(s) alternativo(s): Analysis of the environmental vulnerability of the catchment area of the Ocoy river, in western Paraná
Autor(es): Topanotti, Bruna Capra
Orientador(es): Bem, Carla Cristina
Palavras-chave: Bacias hidrográficas
Planejamento regional
Água - Conservação
Watersheds
Regional planning
Water conservation
Data do documento: 27-Nov-2018
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Medianeira
Referência: TOPANOTTI, Bruna Capra. Análise da vulnerabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio Ocoy, no Oeste do Paraná. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2018.
Resumo: O crescente desequilíbrio na relação entre o homem e a natureza, atrelado ao acelerado desenvolvimento econômico, vem alterando os ambientes naturais, principalmente em relação à água, partindo do ponto de que os recursos hídricos são mal distribuídos e utilizados irracionalmente. Nesse sentido, a gestão e o planejamento das bacias hidrográficas facilitam, além do conhecimento de suas potencialidades e fragilidades ambientais, o ordenamento territorial, que ocorre por meio de instrumentos presentes na Lei nº 9433/1997, a Lei das Águas. Diante disso, o estudo da Geomorfologia Ambiental, juntamente com o Geoprocessamento, é responsável por resolver problemas sociais e ambientais no espaço natural, utilizando-se de Sistemas de Informações Geográficas (SIGs). Esses são capazes de analisar áreas e extrair dados importantes voltados à vulnerabilidade ambiental, que trata das relações entre as atividades humanas e os componentes ambientais, associadas ao limiar de ruptura dos mesmos, baseando-se em metodologias específicas derivadas do conceito de Unidades Ecodinâmicas de Tricart (1977). Tendo isso em vista, elaborou-se mapas temáticos de declividade, solo e uso e ocupação do solo, além de mapas de fragilidade potencial e emergente, para o estudo da análise da vulnerabilidade ambiental na bacia hidrográfica do rio Ocoy, utilizando-se técnicas de geoprocessamento e as metodologias propostas por Ross (1994) e Crepani (1996). A correlação dos dados obtidos nas duas metodologias permitiu avaliar que a fragilidade emergente de Ross (1994) mostra um predomínio das classes baixa e média vulnerabilidade. Enquanto que a fragilidade ambiental de Crepani (2001) demonstra um predomínio das classes de muito baixa e baixa vulnerabilidade. Além disso, foi perceptível a diferença entre os mesmos, uma vez que o modelo de Crepani (2001) não se adequou às características da bacia, sendo que o principal critério para comparação utilizado foi a declividade. Tais mapeamentos foram fundamentais para aperfeiçoar o planejamento regional da bacia hidrográfica, possibilitando a especialização das áreas de maior vulnerabilidade ambiental, proporcionando uma melhor definição das diretrizes e ações a serem implementadas no espaço físicoterritorial.
Abstract: The growing imbalance in the relationship between man and nature, linked to accelerated economic development, has been changing natural environments, especially in relation to water, starting from the point that water resources are poorly distributed and used irrationally. In this sense, the management and planning of the river basins facilitate, in addition to the knowledge of their potentialities and environmental fragilities, the territorial planning, which occurs through instruments present in Law 9433/1997, the Water Law. Therefore, the study of Environmental Geomorphology, together with Geoprocessing, is responsible for solving social and environmental problems in the natural space, using Geographic Information Systems (GIS). These are capable of analyzing areas and extracting important data on environmental vulnerability, which deals with the relationships between human activities and environmental components, associated with the threshold of their rupture, based on specific methodologies derived from the concept of Tricart Ecodynamic Units (1977). In addition, maps of potential and emerging fragility using geoprocessing techniques and the methodologies proposed by Ross (1994) and Crepani (1996) were developed, including thematic maps of slope, soil and land use and occupation, for the study of environmental vulnerability analysis in the catchment area of the Ocoy river. The correlation of the data obtained in the two methodologies allowed to evaluate that the emerging fragility of Ross (1994) shows a predominance of the low and medium vulnerability classes. While the environmental fragility of Crepani (2001) shows a predominance of the very low and low vulnerability classes. In addition, the difference between them was perceptible, since the Crepani model (2001) did not fit the basin characteristics. These mappings were fundamental to improve the regional planning of the river basin, enabling the specialization of the areas of greater environmental vulnerability, providing a better definition of the guidelines and actions to be implemented in the physical-territorial space.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/16656
Aparece nas coleções:MD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
analisevulnerabilidadebaciahidrografica.pdf2,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.