Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/17257
Título: Adsorção de azul de metileno em solução aquosa com pó de serragem de Erisma uncinatum Warm
Título(s) alternativo(s): Adsorption of methylene blue in aqueous solution with sawdust powder of Erisma uncinatum Warm
Autor(es): Nascimento, Barbara Castro do
Orientador(es): Carvalho, Karina Querne de
Palavras-chave: Engenharia civil
Engenharia sanitária
Adsorção
Resíduos vegetais
Corantes
Resíduos industriais
Civil engineering
Sanitary engineering
Adsorption
Wood waste
Colorings matter
Factory and trade waste
Data do documento: 2-Dez-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: NASCIMENTO, Barbara Castro do. Adsorção de azul de metileno em solução aquosa com pó de serragem de Erisma uncinatum Warm. 2016. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2016.
Resumo: A quantidade e diversidade de corantes presentes nos efluentes industriais têxteis lançados nos corpos hídricos geram impactos negativos no ambiente. Portanto, faz-se necessário realizar tratamentos a fim de minimizar estes efeitos prejudiciais. Uma das formas mais simples e com um menor custo é o processo de adsorção. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de remoção do corante azul de metileno, na concentração de 0,025 g/L, por meio do processo de adsorção com pó de serragem como material adsorvente alternativo ao carvão ativado. Inicialmente, foram realizados ensaios de densidade específica, densidade aparente, pH, teor de umidade e granulometria para caracterização do pó de serragem. Foi realizado um delineamento composto central rotacional como uma forma de planejamento de experimentos e com intuito de analisar a influência das variáveis temperatura e pH no processo de adsorção. A temperatura foi variada em 30 ºC, 34 ºC, 45 ºC, 56 ºC e 60 ºC e o pH em 3, 4, 7, 10 e 11. Obteve-se caráter ácido para o pó de serragem (pH 5,59 (0,01)) e teor de umidade de 24%. Para todos os ensaios obteve-se, na média, remoção do corante acima de 80%. A maior média de eficiência de remoção nos ensaios de adsorção (87,03%) foi observada na temperatura 45 ºC, e pH 11 com a utilização de 3 g de pó de serragem. E o melhor resultado de remoção de corante (88,56%) foi observado para o tempo de 5 minutos a temperatura de 45º C e pH 11. Para todos os ensaios realizados os dados experimentais se ajustaram melhor ao modelo de pseudo-segunda ordem, o que descreve uma adsorção química. De acordo com a estatística, os parâmetros pH e temperatura não influenciaram significativamente na adsorção. Desta forma, concluiu-se que a utilização de pó de serragem para remoção do corante azul de metileno é eficiente e satisfatória.
Abstract: The quantity and diversity of dyes present in industrial textile effluents discharged into the water bodies generate negative impacts on the environment. Therefore, it is necessary to carry out treatments in order to minimize the effects. One of the simplest and least expensive forms is the adsorption process. This paperwork aims to evaluate the removal of a methylene blue dye at a concentration of 0.025 g/L by adsorption process with sawdust powder as an alternative adsorbent to activated carbon. Initially, the specific density, apparent density, pH, moisture content and particle size tests were used to characterize the sawdust powder. A rotational central composite design was used as a way of planning experiments in order to analyze the impact of temperature and pH in the adsorption process. The temperature varied from 30 °C, 34 °C, 45 °C, 56 °C to 60 °C and pH from 3, 4, 7, 10 to 11. An acid characterization was obtained from the sawdust powder (pH 5.59 (0.01)) and the moisture content was 24%. For all assays, dye removal was above 80% on average. The best efficiency (87.03%) was obtained at a temperature of 45 ° C and pH 11 with 3 g of sawdust powder. And the best dye removal result (88.56%) was observed for the time of 5 minutes at 45 ° C and pH 11. For all the tests performed, the experimental data were better adjusted to the pseudo-second order model, which describes a chemical adsorption. According to the statistics, pH and temperature did not significantly influence the adsorption. Therefore, the conclusion is that the use of sawdust powder for the removal of methylene blue dye is efficient and satisfactory.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/17257
Aparece nas coleções:CT - Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COECI_2016_2_5.pdf1,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.