Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1970
Título: Análise da resistência residual do concreto após exposição a altas temperaturas
Autor(es): Lorenzon, Andressa
Orientador(es): Paz, Mário Arlindo Irrigaray
Palavras-chave: Resistência de materiais
Concreto - Efeito da temperatura
Concreto - Testes
Strength of materials
Concrete - Effect of temperature on
Concrete - Testing
Data do documento: 10-Fev-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: LORENZON, Andressa. Análise da resistência residual do concreto após exposição a altas temperaturas. 2014. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2014.
Resumo: O concreto é conhecido por apresentar um bom desempenho perante as altas temperaturas por possui baixa condutividade térmica, não ser combustível e não exalar gases tóxicos. Entretanto, devido à composição heterogênea desse material, quando exposto a situações como incêndios, sofre alterações físicas, químicas e mecânicas que podem comprometer sua integridade estrutural. Com objetivo de analisar a resistência residual do concreto submetido a altas temperaturas, realizaram-se ensaios de compressão uniaxial em corpos-de-prova submetidos a diferentes temperaturas (300º C, 500º C e 900º c), tempos de exposição (30, 60 e 90 minutos) e modos de resfriamento (brusco e lento). A dosagem foi realizadada com vistas ao atendimento dos requisitos da NBR 6118 e NBR 12655, as quais propõem valores mínimos de relação água/cimento para que o concreto possa atender os requisitos de durabilidade das estruturas expostas a uma agressividade forte. Obteve-se um traço de concreto de 1: 1,06 : 1,06 : 2,87 : 0,55 (cimento: areia natural : areia artificial : brita : água) para uma resistência característica (fck) de 25 MPa. Foram moldados 76 corpos-de-prova de 5 cm de diâmetro por 10 cm de altura, expostos as condições de incêndio e rompidos após 7 dias de cura. Para temperaturas até 300º C o concreto apresentou perdas de até 40% da resistência inicial, que aumento para até 50% nas temperaturas até 500º C, até haver uma redução entre 80% e 90% da resistência para temperaturas de 800º C. Além disso, comprovou-se que o resfriamento brusco causa mais danos no concreto do que o resfriamento lento, porém poucas foram as variações.
Abstract: The concrete is known to has a good performance against high temperatures, since it has low thermal conductivity , is non- combustible and will not be release toxic gases . However , due to the heterogeneous composition of the material when exposed to situations such as fires , undergoes physical , chemical and mechanical changes that can compromise its structural integrity . Aiming to analyze the residual strength of concrete subjected to high temperatures, were performed uniaxial compression tests on bodies -specimens submitted to different temperatures ( 300 º C , 500 º C and 900 º C ) , exposure times ( 30 , 60 and 90 minutes) and cooling modes ( slow cooling and sudden cooling ) . The dosage was realizadada in order to meet the requirements of NBR 6118 and NBR 12655 , which proposed minimum values of water / cement ratio for concrete can meet the durability requirements of aggression exposed to strong structures . Afforded a concrete mix of 1 : 1.06 : 1.06 : 2.87 : 0.55 ( cement : sand natural , artificial sand : aggregates : water) to a characteristic resistance ( fck ) of 25 MPa. 76 bodies of the specimen of 5 cm in diameter and 10 cm high, exposed to fire conditions and broken after 7 days of curing were molded . For temperatures up to 300 ° C concrete presented losses of up to 40 % of initial strength , which increased to 50% at temperatures up to 500 º C, until a reduction from 80% to 90 % of the resistance to temperatures of 800 ° C. Furthermore , it was shown that the sudden cooling causes more damage to the concrete than the slow cooling , but there were few variations.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1970
Aparece nas coleções:PB - Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COECI_2013_2_5.pdf2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.