Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/219
Título: Tratamento de azocorantes por processo oxidativo avançado utilizando dióxido de titânio imobilizado em pérolas de quitosana
Autor(es): Willig, Débora Hautsch
Lopes, Ingrid Schultz
Orientador(es): Machado, Alessandro Feitosa
Palavras-chave: Dióxido de titânio
Indústria têxtil
Resíduos industriais
Titanium dioxide
Textile industry
Factory and trade waste
Data do documento: 25-Nov-2011
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: WILLIG, Débora Hautsch; LOPES, Ingrid Schultz. Tratamento de azocorantes por processo oxidativo avançado utilizando dióxido de titânio imobilizado em pérolas de quitosana. 2011. 59 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Tecnologia em Processos Ambientais) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2011.
Resumo: O setor têxtil, um dos principais pólos industriais do Brasil, caracteriza-se pelo grande volume de efluente gerado, sendo este de forte coloração. Os azocorantes, quando lançados em corpos aquáticos receptores, alteram os processos fotossintéticos de rios e lagos devido à presença de compostos recalcitrantes associados à toxicidade crônica e aguda. Dentre os tratamentos mais comumente utilizados para a remoção de cor, a fotocatálise heterogênea via combinação de dióxido de titânio (TiO2) e luz UV recebe maior destaque por ser um processo oxidativo avançado promissor na mineralização de compostos orgânicos encontrados em água e esgoto. Devido às limitações do uso em suspensões do semicondutor TiO2 o presente trabalho tem por objetivo principal avaliar a potencialidade da fotocatálise heterogênea usando o TiO2 imobilizado em esferas de quitosana para a degradação de um efluente simulado contendo uma mistura de três azocorantes. Os resultados demonstram uma eficiência de remoção da cor de, no máximo, 24%, onde se faz necessária a presença de peróxido de hidrogênio (H2O2) como agente oxidante para a total descoloração do efluente têxtil.
Abstract: The textile sector, one of the major industrial centers of Brazil, is characterized by the large volume of effluent generated and it’s strong color. When azodyes are released in water, it alters the photosynthetic process or rivers and lakes due to the presence of recalcitrante compounds associated with acute and chronic toxity. Among the most commoly uses treatments for the color removal, the heterogeneous photocatalysis by combination of titanium dioxide (TiO2) and UV light outsands because is a promising advanced oxidation process in the mineralization or organic compounds found in water and sewer. Due to limitations of use in the semiconductor TiO2 suspensions, the present study evaluates the potential of heterogeneous photocatalysis using immobilized TiO2 on chitosan beads for the degradation of simulates wastewater, containing three azodyes. The results show a removal of color efficiency up to 24% which demands hydrogen peroxide (H2O2) presence, as an oxidizing agent for textile effluent total discoloration.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/219
Aparece nas coleções:CT - Tecnologia em Processos Ambientais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COPAM_2011_2_06.PDF1,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.