Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2596
Título: Tratamento de camas de equinos por compostagem e vermicompostagem
Autor(es): Gonçalves, Flávia
Orientador(es): Dal Bosco, Tatiane Cristina
Palavras-chave: Equino
Compostagem
Vermicompostagem
Hipologia
Composting
Vermicomposting
Data do documento: 20-Jan-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: GONÇALVES, Flávia. Tratamento de camas de equinos por compostagem e vermicompostagem. 2014. 133 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2014.
Resumo: O tratamento de resíduos agropecuários vem se tornando uma preocupação para os produtores que mantêm seus animais em confinamento. Considerando o cenário favorável à equinocultura no país, os criadores buscam por alternativas para destinarem corretamente as camas saturadas, confeccionadas geralmente de algum resíduo de outra atividade que consiga absorver fezes e urina nas baias dos animais. A compostagem e a vermicompostagem se destacam para o tratamento de resíduos orgânicos, especialmente de dejetos, por resultarem em matéria orgânica mais estabilizada, além de serem técnicas de baixo custo de implantação e manutenção. Deste modo, este trabalho teve o objetivo de analisar o tratamento de cinco camas de equinos por meio destas duas técnicas. Os tratamentos consistiram em camas de equinos confeccionadas de: T1 – casca de café (pergaminho do grão); T2 – sepilho; T3 – sepilho e brachiaria; T4 – casca de arroz; T5 – casca de arroz e brachiaria. Os tratamentos foram colocados nas baias e permaneceram até sua saturação. Assim que retirado, o resíduo foi pré-compostado em leira, por 42 dias. Foram monitorados parâmetros físicos como temperatura, redução de volume e peso, além de parâmetros físico-químicos como pH, condutividade elétrica, série de sólidos, teores de Carnobo Total (CT) e Nitrigênio Total (NT) e relação C/N. Após este período, 15 vermirreatores, 3 para cada tratamento, foram montados e o restante do material permaneceu enleirado, para continuar com o processo da compostagem. Os mesmos parâmetros analisados para a pré-compostagem foram analisados para o desenvolvimento da compostagem e vermicompostaem, que perduraram por 58 dias. Os resultados mostraram que tanto para a Vermicompostagem como para a Compostagem os tratamentos T2 e T3 apresentaram descaracterização total do material de origem. Os tratamentos T4 e T5 demonstraram visualmente quase nenhuma e pouca degradação da matéria orgânica, respectivamente. Quanto aos parâmetros analisados destaca-se principalmente que o tratamento T1 não é tolerado pelas minhocas, e por consequência disso, a vermicompostagem não é indicada. A brachiaria, independente do resíduo ao qual é acrescida e da técnica aplicada, melhora as condições para o tratamento dos resíduos, com o aumento da aeração, fornecimento de carbono de fácil degradação e auxílio na mineralização de nitrogênio. Para aplicação em larga escala, recomenda-se, portanto, o tratamento consorciado entre sepilho e brachiaria, tratado com a técnica de compostagem, visto suas melhores características apresentadas e facilidade de execução e obtenção em uma propriedade rural.
Abstract: The treatment of agricultural and livestock waste is becoming an issue for those farmers who keep theirs animals in confinement. As the country scenario is favorable to horse culture, farmers seek for alternatives to dispose correctly saturated bedding, normally made out of waste from another activity, which is able to absorbs manure and urine at animals‟ stalls. Composting and vermicomposting stand out as treatments for organic waste, especially manure, due to resulting of more stabilized organic matter, also being low cost techniques in relation to implementation and management. Thereby, this study aimed to analyse the treatment of five horse bedding by means of these two techniques. The treatments consisted in horse bedding made of: T1 – coffee peel (bean parchment); T2 – sawdust; T3 – sawdust and brachiaria; T4 – rice straw; T5 – rice straw and brachiaria. The treatments were placed at the stalls and remained until saturation. As soon as the waste was removed, it was windrow-shaped pre-composted, for 42 days. Physical parameters such as temperature, volume and weight reduction, and physicochemical parameters, such as pH, electric conductivity, solid series, Total Organic Carbon (TOC) and Total Nitrogen (TN) contents and C/N ratio, were monitored. After this period, 15 vermireactors, 3 for each treatment, were built and the remaining material was left windrowed, in order to continue the composting process. The same parameters analysed for the pre-composting period were again analysed for the development of composting and vermicomposting, which lasted for 58 days. The results showed that both the Vermicomposting Composting as for the treatments T2 and T3 presented total decharacterization from original material. Treatments T4 and T5 demonstrated, respectively, no and little organic matter degradation. Regarding the parameters analysed, it is mainly important to highlight that treatment T1 is not tolerated by earthworms, and consequently, vermicomposting is not indicated. Regardless the waste which brachiaria is added to and the applied technique, it improves the conditions for waste treatment as it increases the aeration, supplies easily degradable carbon and assists nitrogen mineralisation. Therefore, for application at large scale, it is recommended the sawdust and brachiaria consortiated treatment, utilising the composting technique, since it presented the best features and easiness of being executed and obtained at a rural property.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2596
Aparece nas coleções:LD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_COEAM_2013_2_07.pdf4,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.