Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2987
Título: Habitação de interesse social com acessibilidade universal
Autor(es): Tsujii, Andréia Yumi
Orientador(es): Ito, Armando Luis Yoshio
Palavras-chave: Projeto de acessibilidade
Integração social
Projeto arquitetônico
Barrier-free design
Social integration
Architectural design
Data do documento: 12-Set-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: TSUJII, Andréia Yumi. Habitação de interesse social com acessibilidade universal. 2014. 107 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014.
Resumo: A partir da revisão da literatura desenvolveu-se uma estrutural conceitual base, que foi utilizada para analisar e propor soluções no que diz respeito à Habitação de Interesse Social Acessível. Um grande desafio no design, paisagismo, arquitetura e no urbanismo é integrar a inclusão social, nos projetos. Para que não haja a restrição do acesso de idosos, portadores de limitações mentais, físicas e de mobilidade reduzida permanente ou temporariamente, ao amplo rol de atividades sociais, como, habitação, educação, saúde, trabalho, transporte, cultura, lazer e esporte, ainda que as leis lhes garantam a inclusão. Observando o pleno uso dos edifícios, principalmente em habitações de baixa renda, pelas pessoas com deficiência física, nota-se certo grau de exclusão social e, portanto, muito ainda tem a ser feito para a conquista da plena cidadania. Apesar da Constituição de 1988 incorporar os direitos de pessoas com deficiência aos textos constitucionais; União, Estados e Municípios tem garantido pouco em termos concretos. Na prática o que se nota são ações isoladas, pontuais, organizadas pela sociedade civil, na forma de associações, que via de regra, são compostas por pessoas com deficiências e familiares. Assim, a sociedade se defronta com duas dimensões da acessibilidade, a primeira é a de garantia dos direitos, e a segunda é a da promoção, de fato, da inclusão em todos os aspectos da vida social. Essa pesquisa permitirá a análise crítica e a comparação dos parâmetros mínimos praticados atualmente com aqueles que devem ser os padrões aceitáveis para pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida. Recentemente tem-se notado que não se trata somente do desenvolvimento de edifícios com espaços especiais voltados para públicos específicos, mas sim, de se dotarem os ambientes de Acesso Universal, de maneira que se possam acolher as diferenças, ensejando deste modo uma multiplicidade de experiências humanas e sociais no ambiente construído. Assegurar a acessibilidade ao meio edificado no ambiente residencial é atender a todas as necessidades do morador e proporcionar padrões mais elevados de qualidade de vida, conforto e habitabilidade da habitação. Contudo, essa proposta de pesquisa apresenta os problemas e as melhorias na qualidade de vida das pessoas com deficiência física e redução dos impactos nos custos das alterações ao longo do ciclo de vida da edificação.
Abstract: From the review of literature has developed a conceptual structural base, which was used to analyze and propose solutions with regard to Social Housing Affordable. A major challenge in the design, landscaping, architecture and urbanism is to integrate social inclusion in projects. So that there is restricted access for the elderly, people with mental, physical limitations and permanently disabled or temporarily, to the broad array of social activities such as, housing, education, health, labor, transportation, culture, leisure and sport, even though the law guarantees them the inclusion. Watching the full use of buildings, especially in low-income housing, for people with physical disabilities, there has been some degree of social exclusion and, therefore, much still has to be done for achieving full citizenship. Although the 1988 Constitution incorporates the rights of people with disabilities to constitutional texts; Union, states and municipalities have secured little in concrete terms. In practice what we see is isolated, specific actions organized by the civil society, in the form of associations, which usually are composed of people with disabilities and family. Thus, society is faced with two dimensions of accessibility, the first is to ensure the rights, and the second is the promotion, in fact, inclusion in all aspects of social life. This research will enable critical analysis and comparison of minimum standards currently practiced with those to be acceptable standards for people with disabilities and reduced mobility. Recently it has been noticed that it is not only the development of buildings with special areas geared towards specific audiences, but to equip themselves with the Universal Access settings so that it can accommodate the differences, thereby occasioning a multitude of experiences humanities and social in the built environment. Ensure accessibility to the built environment in the residential environment is to meet all the needs of residents and provide the highest standards of quality of life, comfort and habitability of housing. However, this research proposal presents problems and improvements in quality of life for people with physical disability and reduce the cost impacts of changes throughout the life cycle of the building.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2987
Aparece nas coleções:CT - Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COARQ_2014_1_03.pdf8,98 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.