Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3317
Título: A narrativa narcisística em O sol se põe em São Paulo, de Bernardo Carvalho
Autor(es): Cavalli, Leonardo Lima
Orientador(es): Nascimento, Naira de Almeida
Palavras-chave: O sol se põe em São Paulo - Análise
Narcisismo na literatura
Metaficção
O sol se põe em São Paulo - Analysis
Narcissism in literature
Metafiction
Data do documento: 2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: CAVALLI, Leonardo Lima. A narrativa narcisística em O sol se põe em São Paulo, de Bernardo Carvalho. 2014. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014.
Resumo: Este artigo procura investigar de que maneira a narrativa do romance O sol se põe em São Paulo, de Bernardo Carvalho, coloca em evidência aspectos de sua condição enquanto gênero textual em sua própria trama. O narrador do romance deixa explícito que o que leitor tem em mãos é um retrato parcial e incompleto de uma história, cuja organização será compartilhada entre ambos. O debate acerca de seu aspecto discursivo e artificial dentro do próprio romance é para a estudiosa da literatura Linda Hutcheon uma das características mais marcantes da ficção contemporânea. Ela denomina este tipo de metaficção de narrativa narcisística, utilizando a imagem mitológica grega do personagem que apaixona-se por seu próprio reflexo. Da mesma maneira, o romance moderno seria obcecado por discutir a si mesmo, ao invés de ambicionar a mimese completa da realidade pretendida em seu estágio de afirmação durante o século XVIII. Assim, esta pesquisa pretende identificar elementos do romance de Bernardo Carvalho que justifiquem seu alinhamento às narrativas narcisísticas contemporâneas.
Abstract: This article intends to investigate how the narrative of the novel O sol se põe em São Paulo, by Bernardo Carvalho, brings into evidence aspects of its condition as a textual genre inside its own plot. The narrator of the novel makes explicit that what the reader has in his hands is a partial and incomplete portrait of a story, whose organization will be shared between both of them. The debate over its discursive and artificial nature inside the novel itself is for the scholar Linda Hutcheon one of the most distinguishing characteristics of contemporary fiction. She calls this kind of metafiction narcissistic narrative, making use of the mythological Greek image of the character who falls in love with his own reflection. Likewise, the modern novel would obsessive about discussing itself, instead of coveting the wholesome mimesis of reality intended in its rise during the XVIII century. Therefore, this research intends to identify elements in the Bernardo Carvalho’s novel that justify its aligning to these contemporary narcissistic narratives.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3317
Aparece nas coleções:CT - Literatura Brasileira e História Nacional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_LBHN_IX_2013_17.pdf287,48 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.