Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3318
Título: Desconstrução do histórico e do policial em Agosto, de Rubem Fonseca
Autor(es): Mucha, Márcia
Orientador(es): Nascimento, Naira de Almeida
Palavras-chave: Agosto - Análise
Pós-modernismo (Literatura)
Literatura brasileira
Agosto - Analysis
Postmodernism (Literature)
Brazilian literature
Data do documento: 2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: MUCHA, Márcia. Desconstrução do histórico e do policial em Agosto, de Rubem Fonseca. 2014. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014.
Resumo: Este trabalho visa analisar o romance Agosto (1990), de Rubem Fonseca, a partir da desconstrução dos subgêneros que fazem parte do texto: o histórico e o policial. O desenvolvimento da pesquisa é no sentido de compreender como ocorre a articulação da narrativa histórica e policial no corpus em análise. Sendo que Fonseca traz à tona – através de uma das grandes características que compreendem a sua obra, a narrativa policial – um fato importante na historiografia brasileira, pois o texto aborda os acontecimentos históricos de 1954, no campo da política, que culminaram no suicídio de Getúlio Vargas, presidente da república na época. Contudo, tal estrutura narrativa não segue os preceitos clássicos que norteiam os subgêneros histórico e policial. Assim, entende-se que essa desconstrução decorre das prerrogativas da Pós-Modernidade, período em que o artista inova na elaboração de seus textos, confrontando-se com a tradição e, na tentativa de subverter as convenções, propõe uma crítica dentro do sistema em que está inserido.
Abstract: This work aims at analyzing the novel Agosto (1990), by Rubem Fonseca, through the deconstruction of the sub-genres that are present in the text: the historical and the detective. The development of this research is based on the comprehension of how the historical and detective narratives are joined into the corpus under analysis. Fonseca reminds – through one of the greatest characteristics of his work, the detective narrative – an important fact in the Brazilian historiography, as the text handles the historical events of 1954, the political facts that culminated in Getúlio Vargas’ suicide, the president of the republic in this time. However, the narrative construction does not follow the classical principles that guide the historical and detective sub-genres. Thus, it is understood that this deconstruction derivates from the prerogatives of the Postmodernism, period that the artist innovates in the texts elaboration, confronting the tradition and, in the attempt to subvert the conventions proposes a criticism in the system that is inserted.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3318
Aparece nas coleções:CT - Literatura Brasileira e História Nacional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_LBHN_IX_2013_18.pdf273,31 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.