Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3403
Título: Tratamento de efluente têxtil utilizando a técnica de adsorção em casca de café
Autor(es): Santos, Danilo Fernandes dos
Orientador(es): Ueda, Ana Claudia
Palavras-chave: Resíduos industriais
Adsorção
Factory and trade waste
Adsorption
Data do documento: 4-Abr-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Apucarana
Referência: SANTOS, Danilo Fernandes dos. Tratamento de efluente têxtil utilizando a técnica de adsorção em casca de café. 2013. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2013.
Resumo: A indústria têxtil consome um volume muito grande de água na etapa de beneficiamento do tecido, também podendo ser chamado de tinturaria. Nessa fase é realizado o tingimento, etapa na qual a água é indispensável para solubilização e transporte dos corantes para as fibras. As águas residuárias deste processo apresentam forte coloração e elevadas concentrações de DQO, entre outros problemas, não podendo ser descartadas em redes fluviais, pois desse modo contaminariam enorme volume de água gerando um grande problema ambiental. Muitos trabalhos estão voltados para esta área com a finalidade de apresentar um novo método para o tratamento deste tipo de efluente. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o método de adsorção no tratamento de efluentes têxteis com utilização da casca de café como adsorvente. Tal método foi analisado alterando algumas variáveis, como pH, temperatura, e agitação, fixando 1,5% de adsorvente (m/v), com o objetivo de encontrar as condições ótimas de adsorção. Houve um aumento de 12,04% na DQO no final do processo, devido a lixiviação da matéria orgânica da casca de café para o efluente. Observou-se que a melhor descoloração ocorreu com pH 3, 230 rpm a 45°C, obtendo 60,4% de remoção de corante, o equilíbrio foi atingido depois de 30 horas de adsorção. O modelo que melhor se ajustou aos dados nas condições ótimas do processo foi o de Freundlich, apresentado cinética de pseudo segunda-ordem, caracterizando assim, que a adsorção do corante vermelho Tiafix ME6BL na casca de café é um processo de natureza física, em multicamadas.
Abstract: The textile industry consumes a very large volume of water in the step of processing the fabric, and may also be called dyeing. In this phase is carried out dyeing step in which water is indispensable for solubilization and transport of the dye to the fibers. The wastewater from this process have strong coloration and high concentrations of COD, among other problems, can not be disposed in river networks, because thereby contaminate huge volume of water causing a major environmental problem. Many works are geared for this area in order to present a new method for the treatment of such effluent. This study aimed to evaluate the adsorption method for treating textile effluents using the coffee husk as adsorbent. This method was analyzed by changing some variables, such as pH, temperature, and agitation, setting adsorbent 1.5% (m / v), in order to find the optimum conditions for adsorption. There was a 12.04% increase in the final COD in the process due to leaching of organic material for the husk after the effluent. It was observed that the best discoloration occurred at pH 3, 230 rpm at 45°C, and 60.4% removal of dye, equilibrium was reached after 30 hours of adsorption. The model that best fit the data in the optimum process conditions was the Freundlich, presented kinetic pseudo second-order, thus characterizing the adsorption of the dye red Tiafix ME6BL in coffee husk is a process of physical nature, multilayer.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3403
Aparece nas coleções:AP - Tecnologia em Processos Químicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AP_COPEQ_2012_2_01.pdf1,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.