Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3941
Título: Análise da concentração de cloro livre, cloro total, PH e temperatura em alguns pontos de consumo abastecidos pela rede pública de distribuição na cidade de Curitiba/PR
Autor(es): Costa, Antony Murillo
Silvas, Bruno Paulucci Cianga
Castro, Ruan Reis Ojea
Orientador(es): Freire, Flavio Bentes
Palavras-chave: Cloro
Águas residuais - Purificação
Água potável - Análise
Chlorine
Sewage - Purification
Drinking water - Analysis
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: COSTA, Antony Murillo; SILVAS, Bruno Paulucci Cianga; CASTRO, Ruan Reis Ojea. Análise da concentração de cloro livre, cloro total, PH e temperatura em alguns pontos de consumo abastecidos pela rede pública de distribuição na cidade de Curitiba/PR. 2015. 91 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: Os sistemas de tratamento e distribuição de água utilizam o cloro e seus derivados nas estações de tratamento para desinfecção da água, entretanto na rede de distribuição pode ocorrer contato com impurezas que contaminariam a água distribuída com organismos que podem provocar problemas de saúde aos usuários. Sendo assim, torna-se necessário manter um residual de cloro livre para garantir a potabilidade e a ausência de patógenos em todos os pontos de consumo, mas o cloro livre, ao entrar em contato com as substâncias presentes nas tubulações, reage e decai sua concentração ao longo do sistema, além disso, na legislação vigente não é permitido uso excessivo de cloro, pois esse pode ser prejudicial à saúde dos usuários pelo consumo constante. Sendo assim, mediu-se em alguns pontos da rede de abastecimento de água da cidade de Curitiba/PR as quantidades de cloro livre e total presentes na água, bem como o pH e a temperatura, para verificação do atendimento a legislação em vigor. Nas medições, utilizou-se um fotômetro para medir a concentração de cloro livre e total, pHmêtro portátil para pH e um termômetro para temperatura do líquido. Verificou-se com medições semanais, em 12 pontos da cidade de Curitiba, durante 19 semanas, em 4 bairros, atendidos pelas estações de tratamento de água Iguaçu e Passaúna, que nos pontos analisados na cidade de Curitiba, a Companhia de Saneamento Básico atende as premissas da Portaria do Ministério da Saúde nº 2914/2011, com concentração média de cloro residual livre de 0,97 ± 0,04 mg/L, dentro da faixa de 0,2 a 2 mg/L normativos, e pH 6,9 ± 0,2, respeitando o intervalo recomendado pelo Ministério da Saúde de 6 a 9,5. Para análise dos resultados, utilizou-se a teoria dos erros, inclusive com comparações entre os pontos, bairros e estações, a fim de verificar as diferenças referentes a tratamento, decaimento e atendimento da Portaria MS nº 2914/2011, com este tratamento dos dados percebeu-se o decaimento do cloro livre entre alguns pontos, sentidos de fluxo diferentes do estimado preliminarmente, pH e teor de cloro livre e total diferentes entre pontos abastecidos por estações distintas de tratamento, dentre as analisadas. Porém, observaram-se dificuldades nas análises referentes a decaimento, correlação do pH ou temperatura com teor de cloro livre na rede, por falta de informação sobre a rede de abastecimento existente e principalmente pela falta de dados relativos a quantidade de produtos químicos dosados na Estação e qualidade de água bruta do período de coleta, além de informações operacionais da Companhia que seriam vitais para análise de decaimento e correlação do pH com teor de cloro livre.
Abstract: The systems of treatment and distribution of water use chlorine and derivatives in treatment plants to disinfect water, however in the distribution network can occurs contact with impurities that could contaminate the water distributed with organisms who can cause health problems for users. Therefore, it’s necessary to mantain a free residual chlorine to ensure potability and the absence of pathogens in all points of consumption, but the free chlorine, on contact with the substances present in the pipes, reacts and decays concentration throughout the system, in addition, in the current legislation isn’t allowed excessive use of chlorine, as this may be harmful to the health of users by constant consumption. So was measured at some points of the water supply network of the city of Curitiba / PR the free and total chlorine amounts present in water, as the pH and temperature, to verify compliance with the legislation in charge. In the measurements, is used a photometer to measure the concentration of free and total chlorine, phmeter for pH and a thermometer for fluid temperature. Occurred with weekly measurements, on 12 points in the city of Curitiba, for 19 weeks, in 4 neighborhoods, served by water treatment plants of Iguaçu and Passaúna, which this analyzed points in the city of Curitiba, the Basic Sanitation Company meets the premises of the Ministry of Health ordinance nº2914/2011, with an average concentration of free residual chlorine of 0.97 ± 0.04 mg/L, within the normative range of 0.2 to 2 mg/L, and pH 6.9 ± 0,2, respecting the range recommended by the Ministry of Health from 6 to 9.5. For data analysis, it has used the theory of errors, including comparisons between points, regions and treatment stations in order to verify the differences related to the treatment, decay and attendance of ordinance MS 2914/2011. With this process noticed that the decay of free chlorine between some points, different flow directions of the estimated preliminarily, pH, free and total chlorine content different between points served by different treatment plants, among the analyzed. However, there were difficulties in the analysis relative to decay, correlations of pH and temparature with free chlorine content in network, for lack of information about the existing supply network and mainly by the lack of data on the amount of chemicals measured in station and raw water quality in the collection period, as the operational informations about the Company that would be vital to decay analysis and correlations between pH and free chlorine content.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3941
Aparece nas coleções:CT - Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_EC_2014_2_07.pdf3,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.