Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3956
Título: O uso do Facebook como AVA no ensino de língua inglesa para cegos
Autor(es): Czarneski, Cinthia Da Cruz
Orientador(es): Retorta, Miriam Sester
Palavras-chave: Língua inglesa - Estudo e ensino
Deficientes visuais - Conhecimentos e aprendizagem
Redes sociais - Estudo e ensino
Letramento - Digitalização
English language - Study and teaching
People with visual disabilities - Knowledge and learning
Social networks - Study and teaching
Literacy - Digitization
Data do documento: 19-Fev-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: CZARNESKI, Cinthia da Cruz. O uso do Facebook como AVA no ensino de língua inglesa para cegos. 2015. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: O estudo sobre o ensino de língua Inglesa (LI) para deficientes visuais no Brasil está em estágio embrionário. O uso de Tecnologias de Informação e Comunicação, as TIC, para contribuir no aprendizado da LI nesse ambiente é praticamente inexistente. Portanto, este trabalho tem por objetivo estudar de que forma o uso do Facebook como um ambiente virtual de aprendizagem pode auxiliar alunos cegos no processo de aprendizagem da Língua Inglesa. Nossa pesquisa foi realizada com estudantes cegos do projeto Inglês Básico para Deficientes Visuais, que ocorre na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, e é coordenado pela Profa Dra Miriam Sester Retorta. Para atingirmos nosso objetivo, foram realizadas observações e intervenções durante as aulas de Inglês para alunos cegos do referido grupo. Também, postamos exercícios e arquivos em áudios no Facebook e, para finalizar, um questionário em forma de roteiro de entrevista foi respondido. Nossa pesquisa está embasada nos conceitos sócio-interacionistas de Vigostky e Letramento Digital de Lanksher e Knobel. Através da pesquisa-ação conduzimos nosso estudo desde março até dezembro de 2014. Entre os resultados desse trabalho foi possível verificar que o Facebook, pode funcionar como AVA. Porém, notou-se que nem todos os estudantes possuem acesso ao Facebook, por diversos motivos, então é necessário que outros recursos tecnológicos sejam disponibilizados de forma que todos os alunos tenham acesso aos conteúdos.
Abstract: The research about teaching English language (EL) to blind students in Brazil is in an embryonic stage. The use of Information and Communication Technologies (ICT) to contribute to the learning of EL in this environment is virtually inexistent. Therefore, this research aims at studying in which way Facebook usage as a virtual environment of learning can help blind students in the process of learning English. The research was held at the Project Inglês Básico para Deficientes Visuais, that takes place at the Federal University of Technology of Paraná, and it is coordinated by Professor Miriam Sester Retorta. To achieve our goal, observations and interventions were held during the English classes to blind students of the group for a year. Also, exercises and audio files were posted on Facebook and, to conclude the study, students answered a questionnaire as an interview outline. Our research is grounded in the concepts of Vygotsky’s socio-interacionism and Lankhsher and Knobel’s Digital etracy. Throughout action research, we conducted our studies between the months of March and December 2014. Among the results of this work, it was possible to verify that Facebook can be used as an AVA. However, it was noticed that not all students were able to access Facebook for many reasons, so it was necessary that other technological resources available were used in order to grant all students with access to the contents.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3956
Aparece nas coleções:CT - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COLET_2014_2_06.pdf1,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.