Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4024
Título: Utilização do fungo Lasiodiplodia theobromae MMPI na remoção de Cromo VI de efluente de galvanoplastia
Autor(es): Melo, Izabelly Menino
Zanatta, Marizandra
Orientador(es): Rocha, Raquel Dalla Costa da
Palavras-chave: Metais pesados
Adsorção
Resíduos industriais
Heavy metals
Adsorption
Factory and trade waste
Data do documento: 6-Jun-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: MELO, Izabelly Menino; ZANATTA, Marizandra. Utilização do fungo Lasiodiplodia theobromae MMPI na remoção de Cromo VI de efluente de galvanoplastia. 2014. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2014.
Resumo: Os efluentes resultantes dos processos de galvanoplastia possuem elevada concentração de elementos potencialmente tóxicos (metais pesados), requerendo tratamentos eficientes antes do descarte. Tendo em vista que muitas das técnicas de remoção de metais em soluções mostram ser dispendiosas e insuficientes, em alguns casos fazem-se necessários processos adjuntos para o auxílio na remoção, neste aspecto a biomassa fúngica tem demonstrado ser um eficiente material biossorvente, isto devido a sua viabilidade técnica e econômica. O presente trabalho propõe o estudo da aplicação de um fungo Lasiodiplodia theobromae MMPI para a remoção de Cromo VI de efluente de galvanoplastia. Através de processo fermentativo em biorreator de bancada foi produzida biomassa celular em cultivo submerso com meio de sais minerais e glicose como fonte de carbono. A biomassa celular obtida foi auto clavada e utilizada em ensaios cinéticos para avaliar a remoção de cromo VI de efluente de galvanoplastia. A biomassa inativada apresentou potencial de remoção de 46% de cromo VI e pode ser considerado um biomaterial apreciável em técnicas complementares para o tratamento de efluente de indústria de galvanoplastia.
Abstract: The effluent brought by electroplating processes contains high concentrations of potentially toxic elements ( heavy metals ) , that require effective treatment before disposal. Considering that many metal removal solutions‟ techniques prove to be expensive and insufficient, and in some cases it‟s also necessary adjuncts processes to aid in the removal , the fungal biomass has been shown to be an efficient biosorbent material, this is due to their technical and economic feasibility. This paper proposes to study the application of a fungus ( Lasiodiplodia theobromae ) for the removal of chromium VI from electroplating effluent . Through fermentation bioreactor bench was obtained biomass grown in medium formulated with mineral salts and a carbon source. Subsequent to its use and application in kinetic experiments in isotherms, it was necessary to kill the cells in autoclave at a temperature of approximately 120 ° C.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4024
Aparece nas coleções:PB - Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_DAQUI_2014_1_07.pdf734,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.