Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4397
Título: Utilização de biossorventes alternativos na remoção de corantes têxteis
Autor(es): Cunha, Bruna dos Santos
Orientador(es): Mees, Juliana Bortoli Rodrigues
Palavras-chave: Indústria têxtil
Corantes e tingimento
Resíduos industriais
Águas residuais - Purificação
Textile industry
Dyes and dyeing
Factory and trade waste
Sewage - Purification
Data do documento: 9-Dez-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Medianeira
Referência: CUNHA, Bruna dos Santos. Utilização de biossorventes alternativos na remoção de corantes têxteis. 2014. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2014.
Resumo: O setor têxtil é um dos principais contribuintes para a contaminação dos recursos hídricos devido ao lançamento de grandes volumes de efluentes contendo elevada carga orgânica e coloração altamente visível. A diversidade de produtos utilizados no processamento têxtil, especialmente os corantes sintéticos, tornam o efluente variável e de difícil tratamento. Assim, este trabalho teve por objetivo analisar o processo de biossorção dos corantes reativos azul 5G e vermelho 4B de soluções sintéticas utilizando os biossorventes Salvinia sp. e casca de arroz in natura e pré-tratados em meio ácido com H3PO4 e C6H8O7, respectivamente. Foram realizadas análises físicoquímicas de pH, Turbidez e DQO, a fim de verificar uma possível interferência dos biossorventes na composição das soluções de corantes. Os resultados obtidos nos testes de biossorção indicaram que o biossorvente que apresentou o melhor desempenho na remoção de ambos os corantes foi a Salvinia sp. modificada com H3PO4, com eficiências de 62% para o corante reativo azul e 41% para o corante reativo vermelho. Para a casca de arroz a maior eficiência foi de 21%, constatada pela biomassa modificada na remoção do corante vermelho. Em relação às isotermas, os dois modelos, Langmuir e Freundlich, descreveram adequadamente os resultados de equilíbrio, indicando capacidades máximas de adsorção de 10,2 mg g-1 para a casca de arroz no corante azul, e 5,1 mg g-1 para a Salvinia sp. no corante vermelho, em condições de temperatura de 30°C e pH de 2,26 e 3,21. Pelos resultados das análises físico-químicas constatou-se que possivelmente os biossorventes interferiram nas soluções de corantes, tendo em vista que os resultados de todos os parâmetros avaliados foram aumentando ao longo do tempo de contato. De maneira geral, o processo de biossorção dos corantes têxteis, nas condições deste estudo, pelos biossorventes Salvinia sp. casca de arroz se mostrou uma alternativa promissora para a remoção dos corantes.
Abstract: The textile sector is one of the main contributors to the pollution of water resources due to the release of large volumes of effluents which contain high organic load and highly visible coloring. The diversity of products used in textile processing, especially synthetic dyes, makes the effluent variable and difficult to treat. Therefore, this study aimed to analyze the biosorption process of blue 5G and red 4B reactive dyes of synthetic solutions using the biosorbents Salvinia sp. and rice husk in natura, both pretreated in acid medium with H3PO4 and C6H8O7, respectively. Physico-chemical analyses of pH, Turbidity and DQO were carried out in order to verify a possible interference of the biosorbents in the dye solutions composition. The results obtained on the biosorption tests indicated that Salvinia sp. modified with H3PO4 was the biosorbent that showed the best performance in removing both dyes, with 62% efficiency for the blue reactive dye and 41% for the red one. For the rice husk, the greatest efficiency was 21%, which has been confirmed by the biomass that was modified in the removal of the red dye. Regarding isotherms, both models, Langmuir and Freundlich, adequately described chemical equilibrium results, indicating the maximum adsorption capacity of 10.2 mg g-1 for the rice husk in the blue dye and 5.1 mg g-1 for Salvinia sp. in the red dye, at temperature conditions of 30 °C and pH 2.26 and 3.21. By the results of physico-chemical analyses, it was found that the biosorbents possibly interfered in the dye solutions, given that the results of all the assessed parameters have gradually increased over contact time. In general, the biosorption process of textile dyes, under the conditions of this study, by the biosorbents Salvinia sp. and rice husk, proved to be a promising alternative for dyes removal.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4397
Aparece nas coleções:MD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MD_COEAM_2014_2_02.pdf1,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.