Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4999
Título: Propriedades termofísicas da casca do maracujá
Autor(es): Rosa, Paula Caroline
Orientador(es): Demczuk Junior, Bogdan
Palavras-chave: Maracujá
Calor específico
Difusividade térmica
Passion fruit
Specific hear
Thermal diffusivity
Data do documento: 25-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: ROSA, Paula Caroline. Propriedades termofísicas da casca do maracujá. 2015. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2015.
Resumo: Cerca de 80% da massa do maracujá é resíduo da produção de sucos. Devido ao seu alto teor de fibras e minerais, a casca, quando não é descartada ou utilizada como fertilizante ou ração animal, pode servir como matéria-prima para a indústria de pectina ou outros ingredientes funcionais. Com base na necessidade do conhecimento das propriedades dos resíduos que podem ser reutilizados, o objetivo do presente trabalho foi estudar as propriedades termofísicas da casca de maracujá e a influência da umidade sobre elas. O calor específico foi determinado pelo método do calorímetro de mistura e encontrou-se um valor médio de aproximadamente 2,75 J.g-1.ºC-1. A massa específica foi determinada através da relação entre a massa e o volume ocupado pela amostra e o valor médio foi de 900 kg.m-³. A difusividade térmica foi obtida através da capacidade de difusão do calor através de um cilindro de latão acoplado a um conjunto de termopares. O valor médio da difusividade térmica da casca de maracujá foi de 1,19 m²/s e verificou-se que a propriedade aumentou com o acréscimo da umidade. A condutividade térmica foi determinada a partir dos resultados experimentais obtidos para densidade, difusividade térmica e calor específico e foi encontrado um valor médio de 0,3 W/m.ºC.
Abstract: About 80% of the passion fruit mass is considered waste in fruit juice production. Due to its high content of fibers and minerals, the peel, when is not discarded or used as fertilizer or animal feed, can serve as raw material for the pectin industry or other functional ingredients. Based on the need of the knowledge of the wastes properties that may be reused, this work aimed to study the thermophysical properties of passuion fruit peel and and the influence of humidity on them. The specific heat was determined by mixing calorimeter method and fit was found an value average of 2.75 J.g-1.ºC-1. Density was determined through the relationship between mass and volume occupied and the value was approximately of 900 kg.m-3. Thermal diffusivity was obtained through the capacity of heat diffusion through a cylinder combined with a thermocouple set. The value of thermal diffusivity of passion fruit peel was 1.19 m².s-1 it was verified that the property increased with the increasing of moisture. Thermal conductivity was determined from the experimental results obtained from density, thermal diffusivity and specific heat and was found an average value of 0.3 W/m.ºC.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4999
Aparece nas coleções:CM - Engenharia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COEAL_2015_2_21.pdf540,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.