Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5045
Título: Extração e quantificação de compostos fenólicos e antioxidantes da chia (Salvia hispânica L) usando diferentes concentrações de solventes
Autor(es): Barbi, Rafaela Cristina Turola
Orientador(es): Tanamati, Ailey Aparecida Coelho
Palavras-chave: Fenóis
Antioxidantes
Compostos bioativos das plantas
Phenols
Antioxidants
Plant bioactive compounds
Data do documento: 22-Fev-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: BARBI, Rafaela Cristina Turola. Extração e quantificação de compostos fenólicos e antioxidantes da chia (Salvia hispânica L) usando diferentes concentrações de solventes. 2016. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2016.
Resumo: Nativa da América Central a chia (Salvia Hispanica L.) apresenta propriedades antioxidantes, sendo composta por tocoferóis e polifenóis que dão a ela essa capacidade. Os solventes mais utilizados para extrair os compostos fenólicos nos vegetais são água, éter, etanol e metanol. Realizou-se um estudo utilizando os solventes metanol e etanol, em diferentes concentrações, para determinar-se qual solvente seria mais eficiente na extração dos compostos bioativos, bem como o componente com maior atividade antioxidante presente na chia. O solvente metanol é tóxico, seu uso em alimentos não é recomendado, por isso foi utilizado também outro solvente na pesquisa, no caso o etanol para avaliar sua capacidade de extração frente ao metanol. Os extratos etanólicos, hidroetanólicos, metanólicos e hidrometanólicos foram obtidos da semente de chia desengordurada. O teor de fenólicos totais nos extratos etanólicos das sementes variou de 11,63±0,42 a 16,60±2,54 mg EAG.L-1, respectivamente, sem diferença significativa (p>0,05) entre os resultados. Já o metanol foi capaz de extrair maior quantidade de compostos fenólicos, com valores entre 15,93±0,19 a 32,50±3,15 mg EAG.L-1, sendo maior no extrato a 70%. No caso da atividade antioxidante a relação foi a mesma, pois os compostos fenólicos apresentam correlação direta com a atividade antioxidante. Os valores variaram de 40,25±1,77 (%) a 86,33+0,47 (%) para as soluções etanólicos e 61,33±0,94 a 91,00±1,41 para as metanólicos. Na concentração inibitória(IC50), empregando o radical livre DPPH, o solvente Metanol 70% contribuiu com uma quantidade maior de compostos fenólicos, demonstrando atividade antioxidante mais elevada (0,16 mg.ml- 1). Conclui-se que o melhor solvente para a extração de compostos fenólicos presente na semente de chia foi o metanol, pois apresentou maiores valores se comparados com o etanol. Entretanto, devido a toxicidade do metanol, recomenda-se o uso do solvente etanol para futuras pesquisas.
Abstract: Native to Central America chia (Salvia hispanica L.) has antioxidant properties, consisting of tocopherols and polyphenols that give it that capability. The solvents used to extract more phenolic compounds in plants water, ether, ethanol and methanol. A study was conducted using the solvents methanol and ethanol at different concentrations to be determined which would be more efficient solvent for extraction of bioactive compounds, and the component with the highest antioxidant activity present in creaky. The solvent methanol is toxic, its use in food is not recommended, so it was also used another solvent in research, if the ethanol to evaluate their ability to forward extraction to methanol. The ethanol extracts, hydroethanolic, Methanol and hydromethanolic were obtained from defatted chia seed. The total phenolic content of ethanol extracts of seeds ranged from 11.63 ± 0.42 to 16.60 ± 2.54 mg EAG.L-1, respectively, with no significant difference (p> 0.05) between the results. Since methanol was able to extract greater amount of phenolic compounds, ranging from 15.93 ± 0.19 to 32.50 ± 3.15 mg EAG.L-1, being higher in the 70% extract. In the case of antioxidant activity, relationship was the same as the phenolic compounds have direct correlation with antioxidant activity. The values ranged from 40.25 ± 1.77 (%) of 86.33 + 0.47 (%) for ethanol solutions and 61.33 ± 0.94 to 91.00 ± 1.41 to methanolic. In inhibitory concentration (IC50), using the free radical DPPH. The solvent methanol 70% contributed to an increased amount of phenolic compounds showing higher antioxidant activity (0.16 mg.mL-1). It is concluded that the best solvent for extraction of phenolic compounds present in chia seed was methanol, it showed the highest value compared with ethanol. However, due to methanol toxicity, it is recommended the use of ethanol solvent for future research.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5045
Aparece nas coleções:CM - Engenharia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COEAL_2016_1_11.pdf815,69 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.