Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5259
Título: Análise discriminante em química forense: aplicações em documentoscopia
Autor(es): Valderrama, Leonardo
Orientador(es): Valderrama, Patrícia
Palavras-chave: Documentos
Canetas
Mínimos quadrados
Análise discriminatória
iPhone (Smartphone)
Records
Pens
Least squares
Discriminant analysis
Data do documento: 8-Jul-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: VALDERRAMA, Leonardo. Análise discriminante em química forense: aplicações em documentoscopia. 2015. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2015.
Resumo: A análise de tintas de canetas em papéis representa uma área importante na química forense, pois esta análise pode ser utilizada para identificar possíveis falsificações e alterações em um documento. Entretanto, muitos dos métodos instrumentais de análise são incapazes de realizar uma avaliação não destrutiva, o que representa uma séria limitação no campo da documentoscopia. Este trabalho propõe a aplicação do método de mínimos quadrados parciais com análise discriminante (PLS-DA) em imagens digitais obtidas a partir de smartphones (iPhone 5s e Motorola Moto G geração II) para a identificação não destrutiva de diferentes tipos de canetas azuis (Ballpoint, Rollerball, Gel e Felt-Tip) e a análise de cruzamento de traço em um documento que foi impresso depois escrito e em um documento que foi escrito depois impresso. Modelos PLS-DA foram desenvolvidos para cada um dos tipos de caneta e apresentaram sensibilidade igual a 1,0. A especificidade foi melhor nos modelos para as canetas do tipo Ballpoint e Gel. A robustez desses modelos, avaliada a partir de imagens obtidas de papel com diferente gramatura e a partir de um telefone Motorola, mostrou que o tipo de caneta Felt-Tip é o que produz o modelo mais robusto. Os modelos para a análise de cruzamento de traço apresentaram sensibilidades e especificidades iguais a 1,0. Neste caso, o modelo para a caneta do tipo Gel foi o único que se mostrou robusto com a mudança do tipo de impressora.
Abstract: The analysis of inks in paper represents an important area in forensic chemistry, since it can be used to identify possible falsifications and undue changes in a document. However, most of the instrumental methods are unable to perform a nondestructive analysis, which represent a serious limitation in document examination. This work proposes the application of partial least squares discriminante analysis (PLS-DA) method applied in digital images obtained from smartphones (iPhone 5s e Motorola Moto G II generation) for nondestructive identification of blue pen inks (Ballpoint, Rollerball, Gel and Felt-Tip) and crossed dash analysis in a document that was printed after writing and in a document that was written after printed. PLS-DA models were developed for each ink from different pen and showed sensitivity equal to 1.0. Specificity was better in the model for Ballpoint and Gel inks. The robustness of these models, measured from images obtained with different paperweight and from a Motorola phone, showed that Felt-tip ink produces the most robust model. The models for crossed dash analysis presented sensitivity and specificity equal to 1.0. In this case, the gel ink model was the only one that showed robustness when the printer was changed.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5259
Aparece nas coleções:CM - Licenciatura em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COLIQ_2015_1_01.pdf18,15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.