Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5372
Título: Avaliação da tolerância de poáceas (gramíneas) a elevadas concentrações de sais em diferentes tempos de detenção hidráulico
Autor(es): Carvalho, David Vitturi de
Orientador(es): Anami, Marcelo Hidemassa
Palavras-chave: Gramínea
Águas residuais - Purificação
Sódio
Grasses
Sewage - Purification
Sodium
Data do documento: 27-Jun-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: CARVALHO, David Vitturi de. Avaliação da tolerância de poáceas (gramíneas) a elevadas concentrações de sais em diferentes tempos de detenção hidráulico. 2016. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2016.
Resumo: Grande quantidade de solos no mundo são influenciados por sais, além das causas naturais como o intemperismo de materiais de origem e sua posterior deposição na solução dos solos, a salinização antrópica é responsável por uma grande parte do processo de salinização, principalmente através das atividades agroindustriais, que geram excessivas quantidades de efluentes contendo altas concentrações da sódio e potássio. Este trabalho teve o objetivo de avaliar a tolerância de poáceas aquáticas a elevadas concentrações de sais, em “wetlands” construídos com diferentes tempos de detenção hidráulico (TDH). Foram utilizadas duas espécies da família Poaceae, Hemarthria altissima (H. altissima) e a Brachiaria subquadripara (B. subquadripara), o efluente foi sintetizado com Razão de Adsorção de Sódio (RAS) aproximadamente 10,5 e os TDH estabelecidos foram de 2,5 e 5,0 dias. Foram avaliados teores de Sódio e Potássio. Os resultados demonstraram que as plantas obtiveram melhores resultados em 100% do TDH, com remoção de sódio e potássio de 47,06% e 90,00% para H. altissima e 55,88% e 90,00% para B. subquadripara, respectivamente para 2,5 dias de TDH. Também remoção de sódio e potássio de 90,50% e 95,00% para H. altissima e 70,59% e 90,00% para B. subquadripara, respectivamente para 5,0 dias de TDH. Porém em 250% do TDH as plantas reduziram muito a absorção de sódio, enquanto para que a redução atingisse o mesmo patamar de redução de absorção de potássio foi necessário 650% do TDH. Assim, conclui-se que estas plantas apresentam reduzida absorção de sódio e potássio ao longo do tempo, porém muito promissoras no que tange a tolerância a salinidade e utilização em processos de sistema de tratamento de efluentes, principalmente com ênfase para absorção do potássio.
Abstract: A great part of the Earth’s soil is influenced by salt concentrations, along with other natural causes like weathering source materials and its subsequent deposition in the soil solution, the anthropic salinization is responsible for a large part of the salinization process, primarily occurring in agro-industrial activities, which produce excessive quantities of effluents highly concentrated in sodium and potassium. The goal of this research was to evaluate the tolerance of aquatic Poaceae grass to elevated salt concentrations, at “wetland environments” built to accommodate various hydraulic retention times. During this research two different species of Poaceae grass were tested, Hemarthria altissima (H. altissima) and Brachiaria subquadripara (B.subquadripara). The Effluent was synthesized with an approximately 10,5 sodium adsorption ratio and the hydraulic retention times established were of 2,5 days as wells as 5 days. The concentration of sodium and potassium were also evaluated. The results demonstrated the plants performed best under the 100% HRT. The results for the 2,5 days HRT cycle showed a sodium reduction level of 47,06% and 90,00% of potassium reduction for the H. altissima and for the B. subquadripara the sodium reduction level was of 55,88% and 90,00% of potassium reduction. The results for the 5 days HRT cycle showed a sodium reduction level of 90,50% and 95,00% of potassium reduction for the H. altissima and for the B. Subquadripara the sodium reduction level was of 70,59% and 90,00% % of potassium elimination. The sodium absorption by the plants took an average of 250% of the HRT tested while the potassium levels required 650% of the HRT to reach similar reduction levels. Therefore, the research concluded the evaluated grasses presented a reduced ability to absorb sodium and potassium overtime; however they showed to be a promising solution to effluent treatment systems due to their hig salt toleration and would be specifically beneficial to absorb potassium from the soil.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5372
Aparece nas coleções:LD - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_COEAM_2016_1_07.pdf1,97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.