Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5873
Título: Utilização do pó de serragem como adsorvente alternativo na remoção de verde de malaquita
Autor(es): Silva, Lívia Fernanda
Orientador(es): Gonçalves, Morgana Suszek
Palavras-chave: Cinética química
Resíduos vegetais
Corantes
Chemical kinetics
Wood waste
Colorings matter
Data do documento: 18-Fev-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: SILVA, Lívia Fernanda. Utilização do pó de serragem como adsorvente alternativo na remoção de verde de malaquita. 2014. 34 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Civil) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2014.
Resumo: Este trabalho teve por objetivo avaliar a eficiência do uso do pó de serragem como adsorvente alternativo na remoção de verde de malaquita em solução aquosa. Para isso, foram realizados testes cinéticos de remoção e construídas as isotermas de adsorção de acordo com os modelos de Freundlich, Langmuir e Temkin. No estudo cinético utilizou-se 7 g de pó de serragem em solução contendo verde de malaquita com concentração inicial de 9,0 mg.L-1 e pH inicial de 4,22. O tempo de adsorção variou de 0 a 90 min. A maior porcentagem de remoção alcançada no experimento foi de 94,6%.O modelo de Lagergren de pseudo-segunda ordem apresentou melhor ajuste dos dados experimentais na adsorção do corante verde de malaquita, com coeficiente de determinação de 0,9936 e resultados mais aproximados entre os valores da quantidade biossorvida no equilíbrio (qe) experimental e calculada.Nas isotermas de biossorção, 0,30 g de massa do biossorvente foi adicionada em 15 mL de solução aquosa contendo verde de malaquita em diferentes concentrações iniciais de 0, 3, 6, 12, 20 e 25 mg L-1.O modelo da isoterma de Freundlich descreveu melhor o comportamento dos dados experimentais, com um R2 de 0,9117. O modelo de Langmuir não foi capaz de ajustar os dados experimentais, apresentando R2 de 0,2031. A capacidade máxima de biossorção experimental (qm) do verde de malaquita no pó de serragem foi de 1,53 mg.g-1.
Abstract: This study aimed to evaluate the efficiency of using sawdust as an alternative adsorbent for the removal of malachite green in aqueous solution . For this, removal kinetic tests were performed and built the adsorption isotherms according to the models of Freundlich , Langmuir and Temkin . Kinetic study used 7 g of sawdust in solution containing malachite green with initial concentration of 9.0 mg L-1 and initial pH of 4.22 . The adsorption time ranged from 0 to 90 min. The highest removal percentage achieved in the experiment was 94.6 % . The model of Lagergren of pseudo-second order showed better agreement with experimental data on the adsorption of the malachite green dye, with a correlation coefficient of 0.9936 and more approximate results between the experimental and calculated values of biosorbed amount at equilibrium ( qe ). In the biosorptionisotherms , 0.30 g of the biosorbent mass was added to 15 ml of an aqueous solution containing malachite green in different initial concentrations of 0, 3, 6, 12 , 20 and 25 mg L-1. The Freundlich isotherm model best described the behavior of the experimental data , with an R2 of 0.9117 . The Langmuir model was not able to fit the experimental data , showing R2 of 0.2031.The maximum experimental biosorption capacity ( qm ) of malachite green to sawdust was 1.53 mg g -1 .
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5873
Aparece nas coleções:CM - Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COECI_2013_2_15.pdf419,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.