Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5896
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBeux, Giovana-
dc.date.accessioned2016-11-28T16:09:06Z-
dc.date.available2016-11-28T16:09:06Z-
dc.date.issued2014-10-02-
dc.identifier.citationBEUX, Giovana. Avaliação das condições de segurança na operação de caldeiras a vapor. 2014. 52 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5896-
dc.description.abstractThe aim of this study was to evaluate the use of steam boilers in companies from both, southwestern Paraná and western Santa Catarina states; concerning installation conditions and operating procedures, based on the regulatory standard code (NR 13), of the Brazilian Ministry of Labor; in order to obtain precise information about the current situation regarding the safe operation of boilers. Processes concerning the use of steam boilers comprise fluids with several pressures and temperatures. Thus, such operation is considered as a quite dangerous activity since it may cause harm to people and the environment when devices are not handled under proper security standards. The operation of steam boilers implies the presence of various risks such as explosions, fire, electric shock, poisoning, falls, serious injuries and death. Most of times, accidents occur due to lack of attention to the water level, poor operation, lack of control of the burning of woody materials, inadequate facilities and repairs, lack of training, lack of attention to the treatment of water, unregulated meters; all caused by human failings. The study approach consisted on qualitative exploratory method. Conditions, facilities and procedures of the operation of boilers were evaluated through checklists developed according with relevant legislation, as well as through the assessment of the knowledge of operators and supervisors. From the assessment, it was observed that the owners of the researched companies are trying to get the requisites concerning the safe operation of boilers; however, some items need to be implemented because not all operators have the qualification and training to perform the activities, and there are some operators who are still overlooking the risks that the activity represents. A contributing factor to problems of this extent is the misinformation, since accidents with boilers are revealed in a smaller number when compared with other labor accidents. Other factor that might contribute to the non-compliance with the applicable standard is the lack of surveillance by the regulating bodies. The recent revision of NR 13, April 2014, has strengthened the security issue on the operation of steam boilers. Failures of complying with any items of the mentioned rule may bring imminent risks such as accidents or occupational diseases. Therefore, one concludes that there is an urgent need for consciousness by employers and employees, that this activity is extremely dangerous and it needs to be operated efficiently and safely to avoid accidents and, often, irreparable harm to workers, as well as considerable financial losses to the establishment.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Tecnológica Federal do Paranápt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectCaldeiras - Fatores de riscopt_BR
dc.subjectCaldeiras a vapor - Acidentespt_BR
dc.subjectSegurança do trabalho - Legislaçãopt_BR
dc.subjectBoilers - Risk factorspt_BR
dc.subjectSteam-boilers - Accidentspt_BR
dc.subjectIndustrial safety - Law and legislationpt_BR
dc.titleAvaliação das condições de segurança na operação de caldeiras a vaporpt_BR
dc.typespecializationThesispt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste estudo foi avaliar o uso das caldeiras a vapor em empresas da região sudoeste do estado do Paraná e oeste de Santa Catarina, em relação às condições de instalação e procedimentos operacionais, com base no atendimento à Norma Regulamentadora n.º 13 do Ministério do Trabalho e, por meio dela, obter informações precisas sobre a situação atual quanto à segurança na operação de caldeiras. Os processos que empregam o uso de caldeiras comportam fluidos a diversas pressões e temperaturas. Essas operações tornam a atividade de alto risco, podendo causar danos a pessoas e ao meio ambiente quando tais equipamentos não apresentam a devida segurança. A operação de caldeiras implica na presença de riscos diversos como explosões, incêndios, choques elétricos, intoxicações, quedas, ferimentos graves e morte. A grande maioria dos acidentes ocorre devido à falta de atenção ao nível de água, má operação e controle da queima do material lenhoso, instalações e reparos inadequados, falta de capacitação, desatenção ao tratamento da água, medidores desregulados; todos ligados à falha humana. O estudo se consistiu de uma abordagem qualitativa e exploratória, no qual foram avaliadas as condições, instalações e procedimentos na operação de caldeiras, tomando-se por base os checklists de verificação, elaborados segundo a legislação pertinente, e a avaliação do conhecimento dos operadores e dos responsáveis ou técnicos das empresas. A partir do resultado da avaliação, pôde-se observar que os proprietários das empresas estão buscando atender aos requisitos da NR 13, porém alguns itens precisam ser implementados, pois nem todos os operadores possuem a qualificação e certificação obrigatórias para exercício da função, bem como, alguns operadores ainda negligenciam os riscos que a atividade oferece. O que pode contribuir com esse problema é que os acidentes com caldeiras são divulgados em menor proporção em comparação aos demais acidentes de trabalho. Outro fator que pode contribuir com o não atendimento à norma vigente é a pouca fiscalização pelos órgãos competentes. A recente revisão da NR 13, abril de 2014, veio fortalecer a questão de segurança na operação das caldeiras a vapor. O não cumprimento de qualquer item previsto da norma, que possa causar acidente ou doença relacionada ao trabalho, constitui risco grave e iminente. Portanto, como conclusão, observa-se a necessidade de conscientização por parte dos empresários e funcionários, de que essa atividade é periculosa e que precisa ser operada de modo eficiente e seguro, para evitar acidentes muitas vezes com danos irreparáveis aos trabalhadores, bem como consideráveis prejuízos financeiros ao estabelecimento.pt_BR
dc.degree.localPato Brancopt_BR
dc.publisher.localPato Brancopt_BR
dc.contributor.advisor1Jabur, Andrea Sartori-
dc.contributor.referee1Jabur, Andrea Sartori-
dc.contributor.referee2Etchalus, José Miguel-
dc.contributor.referee3Andolfato, Silvio-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programEngenharia de Segurança do Trabalhopt_BR
dc.publisher.initialsUTFPRpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE PRODUCAO::GERENCIA DE PRODUCAO::HIGIENE E SEGURANCA DO TRABALHOpt_BR
Aparece nas coleções:PB - Engenharia de Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_CEEST_V_2014_17.pdf5,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.