Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5965
Título: Análise da qualidade de vida, capacidade para o trabalho e idade em trabalhadores industriais
Autor(es): Moraes, Marcela de
Orientador(es): Pilatti, Luiz Alberto
Palavras-chave: Qualidade de vida no trabalho
Capacidade para o trabalho - Avaliação
Higiene do trabalho
Quality of work life
Work capacity evaluation
Industrial hygiene
Data do documento: 7-Dez-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Ponta Grossa
Referência: MORAES, Marcela de. Análise da qualidade de vida, capacidade para o trabalho e idade em trabalhadores industriais. 2013. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2013.
Resumo: A capacidade para o trabalho pode sofrer influencias de inúmeros fatores, entre elas as condições de trabalho, doenças aspectos físicos e mentais e com as condições da vida do trabalhador. Melhorias que tendem a promover um ambiente de trabalho melhor podem refletir diretamente na qualidade de vida (QV) geral dos trabalhadores. Este estudo teve por objetivo analisar os níveis de qualidade de vida e a correlação entre o índice de capacidade para o trabalho com a idade de 45 trabalhadores do setor de produção de uma empresa de porte médio, responsável pela fabricação de fios e cabos elétricos, situada no interior do Paraná. Os escores do WHOQOL-Breve para a QV nos respectivos domínios foram: 84,44 para o Físico, 80,00 para o Psicológico, 84,07 para Relações Sociais e 61,81 para Ambiente; apresentando um valor médio de 76,30 (±9,14) para os escores em uma escala de0-100. Em relação à Autoavaliação da QV, constatou-se um escore de 83,06, denotando uma boa satisfação dos indivíduos com sua QV. O ICT foi classificado como excelente (80%) e boa (20%), com valor médio de 45,22 (±2,97), referente a uma escala de 7-49 para a capacidade de trabalho. A respeito da correlação do ICTe Idade, observou-se uma correlação significativa (r = - 0,145; p< 0,05). No geral, obtiveram-se médias elevadas tanto para a QV, quanto para os seus respectivos domínios. Embora relativamente o ICT diminuiu com a idade, não se pode generalizar que esta seja a exclusiva causa da redução da capacidade de trabalho.
Abstract: The ability to work may be influenced by numerous factors, including working conditions, diseases, physical and mental aspects and the conditions of life of the worker. Improvements that tend to promote a better work environment can directly reflect the overall quality of life (QOL) of workers. This study aimed to analyze the levels of quality of life and the correlation between the capacity to work at the age of 45 workers in the production department of a medium sized company, responsible for the manufacture of electric wires and cables, located in interior of Paraná . The WHOQOL-BREF for QoL in their respective fields were: 84.44 for the Physical, 80.00 for the Psychological, Social Relations and 84.07 to 61.81 for Environment, with a mean value of 76.30 (± 9.14) for scores on a scale of 0-100. Regarding the Self Assessment of QoL, a score of 83.06, found it, showing a good satisfactio n of individuals with their QOL. The Work Ability Index (WAI) was rated as excellent (80 %) and good (20 %), with a mean value of 45.22 (± 2.97), referring to a scale of 7-49 for the ability to work. Regarding the correlation between WAI and age, there was a significant correlation (r = - 0.145, p < 0.05). Overall, we obtained high scores for both QOL, as to their respective domains. Though relatively WAI decreased with age, one cannot generalize that this is the sole cause of reduced work capacity.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5965
Aparece nas coleções:PG - Engenharia de Produção

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PG_CEEP_2013_1_23.pdf566,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.