Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6532
Título: Ação de agentes de controle sobre de Apis mellifera L. (Hymenoptera: Apidae)
Autor(es): Simionatto, Dieli
Orientador(es): Potrich, Michele
Palavras-chave: Abelha africanizada
Pragas - Controle
Seleção natural
Africanezed honeybee
Pests - Control
Natural selection
Data do documento: 13-Set-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: SIMIONATTO, Dieli. Ação de agentes de controle sobre Appis mellifera L. (Hymenoptera: Apidae). 2013. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2013.
Resumo: A abelha Apis mellifera (Hymenoptera: Apidae) executa várias atividades, como a polinização, beneficiando a agricultura e garantindo a produção de frutos e grãos, além da produção de mel, geleia real, cera, própolis, pólen e apitoxina. A polinização efetuada por A. mellifera atinge várias culturas, tais como flores, frutíferas, áreas de milho e soja, entre outras. A aplicação de entomopatógenos e produtos fitossanitários naturais para o controle de insetos-praga destas culturas é prática comum em sistemas alternativos de produção. No entanto, ainda existem poucas informações na literatura sobre a ação destes agentes de controle sobre abelhas. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a ação de agentes de controle sobre A. mellifera. Para isto, os produtos fitossanitários naturais Natualho®, Natuneem®, Rotenat®, Pironat®, Calda Bordalesa e o entomopatógeno Bacillus thuringiensis subesp. Kurstaki (Berliner) (Btk) foram avaliados sobre A. mellifera em dois testes. No primeiro teste os produtos foram pulverizados, na concentração recomendada pelo fabricante, sobre as abelhas. No segundo teste, os produtos foram acrescidos à pasta Cândi e esta foi fornecida as abelhas. Em ambos os testes foram utilizadas 30 operárias por tratamento (repetição), individualizadas em tubos de vidro e, para as respectivas testemunhas utilizou-se a pulverização de água destilada esterilizada e a adição de pasta Cândi pura ou acrescida de água destilada esterilizada. Os experimentos foram mantidos em câmara climatizada (30 ± 2ºC, U.R. de 70 ± 10% fotofase de 12 h) e a mortalidade das operárias avaliada a uma; duas; três; quatro; cinco; seis; nove; 12; 15; 18; 21; 24; 30; 36; 42; 48; 60; 72 e 96 horas.As operárias mortas pela ingestão de pasta Cândi contaminada foram separadas e selecionadas aleatoriamente para a retirada do intestino (mesêntero) e posterior análise histológica. O mesêntero, depois de retirado, foi fixado em Bouine preparado para histologia, conforme procedimentos padrões. Os mesmos foram avaliados quanti e qualitativamente. Verificou-se que os agentes de controle quando pulverizados e/ou fornecidos através de alimento não interferiram na longevidade das operárias de A. mellifera. A histologia do mesêntero de A. mellifera não apresentou alterações morfométricas, não interferindo no tamanho das vilosidades das células. Os produtos fitossanitários e o entomopatógeno não interferiram na longevidade das operárias de A. mellifera.
Abstract: The bee Apis mellifera (Hymenoptera: Apidae) perform various activities such as pollination, benefiting agriculture and ensuring the production of fruits and grains, besides the production of honey, royal jelly, beeswax, propolis, pollen and bee venom. The pollination performed by A. mellifera reaches multiple cultures, such as flowers, fruit, fields of corn and soybeans, among others. The application of entomopathogens and natural plytossany products to control insect pests of these crops is common practice in alternative production systems. However, there is few information in the literature about the action of these control agents over bees. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of control agents on A. mellifera. For this, the natural plytossany products Natualho®, Natuneem®, Rotenat®, Pironat®, Bordeaux mixture and entomopathogen Bacillus thuringiensis subesp. Kurstaki (Berliner) (Btk) were evaluated on A. mellifera in two tests. In the first test the products were sprayed at the concentration recommended by the manufacturer on bees. In the second test, the products were added to the Cândi paste this was provided to bees. In both tests 30 workers bees were used per treatment (repetition) in individual glass tubes, for the respective controls we used the spray of sterile distilled water and addition of pure the Cândi paste plus sterile distilled water. The experiments were kept in a climatic chamber (30 ± 2 ° C, RH 70 ± 10% photoperiod of 12 h) and mortality of workers bee assessed by one, two, three, four, five, six, nine, 12, 15, 18, 21 , 24, 30, 36, 42, 48, 60, 72 and 96 hours. The dead workers bee were divided randomly selected for removal from the intestine (midgut), and subsequent histological analysis. The midgut, after removal, was fixed in Bouin and prepared for histology as standard procedures. They were evaluated quantitative and qualitative. It was found that the control agents when sprayed and / or provided through food did not affect the longevity of workers of A. mellifera. The histology of the midgut of A. mellifera showed no morphometric changes, no changes in the size of the cells of the villi. The natural phytosanitary products and entomopathogen did not affect the longevity of workers of A. mellifera.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6532
Aparece nas coleções:DV - Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COZOO_2013_1_3.pdf605,34 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.