Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6676
Título: As metamorfoses alegóricas nos contos insólitos Teleco, o coelhinho e Alfredo, de Murilo Rubião
Autor(es): Favero, Mateus Senna
Orientador(es): Almeida, Rogério Caetano de
Palavras-chave: Literatura fantástica
Literatura brasileira
Alegorias
Personagens literários
Fantasy literature
Brazilian literature
Allegories
Characters and characteristics in literature
Data do documento: 23-Jun-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: FAVERO, Mateus Senna. As metamorfoses alegóricas nos contos insólitos Teleco, o coelhinho e Alfredo, de Murilo Rubião. 2015. 54 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: O projeto tem o objetivo de correlacionar as teorias da literatura fantástica e os estudos filosóficos sobre alegorias em Murilo Rubião, escritor brasileiro. O primeiro texto comentado no projeto sobre o fantástico é Introdução à literatura fantástica, onde Tzvetan Todorov analisa os elementos que compõem um texto fantástico. O estudioso búlgaro conclui que o aspecto mais importante a ser considerado numa narrativa fantástica é a "hesitação" entre "estranho e maravilhoso" - o real e o irreal. No entanto, a prosa de Rubião não se encaixa em Todorov, principalmente por seus personagens não se surpreenderem diante de situações inusitadas envolvendo criaturas grotescas, maravilhosas ou extraordinárias. Este fato demonstra a complexidade do tema, o que levou a pesquisa para novos e diferentes conceitos de literatura fantástica. Passando pelo realismo mágico, os estudos chegaram a uma nova expressão para a literatura fantástica, sem medo, dúvida e hesitação: o Insólito Banalizado. Esta teoria é apresentada pelo pesquisador Flavio Garcia, em seus estudos sobre Murilo Rubião. Nos textos onde o Insólito banalizado aparece sempre há fortes evidências de alegorias por trás dos enredos. Por esta razão, o estudo de Walter Benjamin sobre Barroco e alegorias também aparece na investigação, uma vez que acreditamos que a literatura fantástica pode ser uma forma estética da manifestação alegórica.
Abstract: The Project has the intent of correlate the theories of Fantastic literature and the philosophical studies about allegories in Murilo Rubião’s, a Brazilian writer, texts: Introduction to fantastic literature, where he analyses the elements which compose a fantastic text. The Bulgarian bookish concludes that the most important aspect to a narrative be considered fantastic is the “hesitation” between “stranger and wonderful” – real and unreal. However, the prose of Rubião does not fit into Todorov’s study, mainly for his characters do not get astonish before unusual situations involving grotesque, wonderful or extraordinary creatures. This fact shows the complexity of the theme, which took the research to new and different concepts of Fantastic literature. Passing through magical realism, the studies came to a new expression for the Fantastic literature without fear, doubt and hesitation: the Insólito Banalizado. This theory is presented by the searcher Flavio Garcia, in his studies about Murilo Rubião. In the texts where Insólito banalizado appears there are always strongs evidences of allegories behind the plots. For this reason, Walter Benjamin’s study about Baroque and allegories is also in the research, once we believe that Fantastic literature can be an aesthetic way to allegory manifestation.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6676
Aparece nas coleções:CT - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COLET_2015_1_06.pdf691,73 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.