Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6984
Título: Uso do gel da folha da babosa (Aloe Arborescens) no tratamento de efluentes de indústrias galvânicas
Título(s) alternativo(s): Gel use of leaf aloe (Aloe Arborescens) in industries galvanic waste treatment
Autor(es): Luz, Tayla Gabriela da
Orientador(es): Rocha, Raquel Dalla Costa da
Palavras-chave: Biopolímeros
Eletrometalurgia
Adsorção
Resíduos industriais
Metais pesados
Biopolymers
Electrometallurgy
Adsorption
Factory and trade waste
Heavy metals
Data do documento: 25-Nov-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: LUZ, Tayla Gabriela da. Uso do gel da folha da Babosa (Aloe Arborescens) no tratamento de efluentes de indústrias galvânicas. 2016. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2016.
Resumo: A poluição industrial é muito preocupante. As indústrias vêm gerando cada vez mais resíduos poluentes, os quais prejudicam a saúde humana, dos animais a fauna e a flora. As indústrias de galvanoplastia geram poluentes perigosos, contendo metais que se forem descartados na natureza sem prévio tratamento, irão causar inúmeros danos. O presente trabalho visou verificar a remoção de cromo, turbidez, sólidos suspensos e dissolvidos, utilizando o gel da Babosa (Aloe Arborescens) como um biopolímero. Primeiramente, o gel foi caracterizado por análise termogravimétrica e espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier, também foi verificada a quantidade de cinzas e a umidade presente no mesmo. O efluente foi caracterizado sendo realizado uma série de sólidos, DQO, DBO5, turbidez, pH e absorção atômica. Por meio da análise de absorção atômica, verificou-se uma quantia elevada de cromo, com níveis acima dos estabelecidos na resolução nº 430, de 13 de maio de 2011. Após foi realizado um DCCR para determinar os ensaios e estes foram realizados no jar test, sendo que a concentração da Babosa, concentração do sulfato de alumínio e pH foram as variáveis independentes e as variáveis dependentes foram a remoção do cromo, turbidez, sólidos dissolvidos e suspensos. Por meio de novas análises de absorção atômica, pode se verificar que houve a remoção 6,84 a 38,05% da concentração de cromo, além de uma significativa remoção da turbidez (98,2%), sólidos sedimentáveis (89,80 a 98,98%) e dissolvidos (71,06 a 92,87%).
Abstract: Industrial pollution is very disturbing. They industries are producing more and more waste pollutants, they damage human health, animal fauna and flora. The electroplating industries generate hazardous pollutants containing metals, which are discarded in nature without predicting treatment will cause damage. This study aimed to verify a chrome removed, turbidity of suspended and dissolved solids, using the gel of aloe (Aloe arborescens) as a biopolymer. First, the gel was caracterized by thermogravimetric analysis and infrared spectroscopy also showed a quantity of ash and moisture present therein. The effluent was featured in a series of solids, DQO, DBO5, turbidity, pH and atomic absorption. Through absorption there was a high amount of chromium, with levels above those set out in Resolution N° 430 of 13 May 2011. After completion of the DCCR to determine the trials and tests have not been tested, and the Aloe concentration and pH of the aluminum sulfate, as independent variables, and dependent variables for chrome removed, turbidity, dissolved and suspended solids. (98.2%), sedimented solid (89,80-98,98%) and dissolved (71,06 - 92,87%).
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/6984
Aparece nas coleções:PB - Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_DAQUI_2016_2_17.pdf1,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.