Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7159
Título: Uso de extratos de canola (Brassica napus L.) e mostarda-da-índia (Brassica juncea L.) no controle de Colletotrichum musae, agente causal da antracnose em banana pós-colheita
Título(s) alternativo(s): Use canola extracts (Brassica napus l.) and mustard-of-índia (Brassica juncea l.) in the control of Colletotrichum musae, the causal agent of anthracnose in postharvest banana
Autor(es): Kuhn, Andrei Fernando
Orientador(es): Santos, Idalmir dos
Palavras-chave: Antracnose
Banana - Cultivo
Pragas - Controle
Pragas agrícolas
Fitopatologia
Anthracnose
Bananas - Planting
Pests - Control
Agricultural pests
Plant diseases
Data do documento: 27-Ago-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: KUHN, Andrei Fernando. Uso de extratos de canola (Brassica napus L.) e mostarda-da-índia (Brassica juncea L.) no controle de Colletotrichum musae, agente causal da antracnose em banana pós-colheita. 2015. 25 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2015.
Resumo: A cultura da banana destaca- se por ser a base econômica de alguns países e ainda é uma das frutas mais consumidas no mundo. Porém, ainda existem grandes perdas na pós- colheita da banana, principalmente causadas por fungos, dentre eles, destaca- se como principal patógeno o fungo Colletotrichum musae, agente causal da antracnose na banana pós- colheita. O controle das doenças pós- colheita normalmente é realizada com aplicação de fungicidas em pré e pós- colheita. Entretanto, a pressão do mercado consumidor, por frutos livres de produtos químicos, fomenta a busca por métodos alternativos de controle sem a utilização destes produtos químicos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito dos extratos de canola e mostarda-da-índia, no controle do fungo Colletotrichum musae. Os extratos foram obtidos sob as formas de extração aquoso simples e aquoso maceração, sob 5 concentrações, as quais foram 0, 3, 6, 9 e 12%. As duas formas de extração, em todas as doses, apresentaram algum controle sobre o patógeno quando comparadas com a testemunha, dose 0%. O extrato que apresentou melhor controle, sobre o crescimento micelial do patógeno, foi o extrato aquoso simples de canola.
Abstract: The culture of banana, stands out for being the economic base of some countries and is still one of the most consumed fruits in the world. However, there are still large losses in post-harvest banana, mainly caused by fungi, among which stands out as the primary pathogen Colletotrichum musae, the causal agent of anthracnose in postharvest banana. The control of postharvest diseases is usually carried out with fungicides at pre- and post-harvest. However, the pressure of the consumer market, fruit free of chemicals, encourages the search for alternative control methods without using these chemicals. The objective of this study was to evaluate the effect of canola and mustard extracts guinea, in control of Colletotrichum musae. The extracts were obtained using the simple forms of aqueous maceration and aqueous extraction under 5 concentrations, which were 0, 3, 6, 9 and 12%. The two forms of extraction, at all doses, showed some control over the pathogen when compared to the control, 0% dose. The extract showed better control on mycelial growth of the pathogen, was the simple aqueous extract of canola.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7159
Aparece nas coleções:PB - Agronomia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COAGR_2015_1_02.pdf509,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.