Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7196
Título: Emprego de compostos amídicos para o controle de Penicillium expansum em maçã
Título(s) alternativo(s): Use of amide compounds for control of Penicillium expansum on apple
Autor(es): Zanotto, Aline Wasem
Orientador(es): Machado-Lunkes, Alessandra
Palavras-chave: Frutas - Conservação
Pragas - Controle biológico
Fungos
Fruit - Preservation
Pests - Biological control
Fungi
Data do documento: 3-Jun-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Francisco Beltrao
Referência: ZANOTTO, Aline Wasem. Emprego de compostos amídicos para o controle de Penicillium expansum em maçã. 2016. 72 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Francisco Beltrão, 2016.
Resumo: A produção de frutas no Brasil tem crescido, entretanto a fruticultura brasileira sofre perdas principalmente a deterioração na pós-colheita de fruta. A deterioração associada à contaminação fúngica, pode ocorrer durante o transporte e armazenamento, reduzindo sua qualidade. Colletotrichum gloeosporioides e Penicillium expansum são os principais representantes fúngicos responsáveis por causarem perdas em mamão e maçã, respectivamente. Assim, o uso de antifúngicos e estes seguros para saúde humana e ambientalmente corretos é de grande importância. De fato, compostos sintéticos molecularmente idênticos ou análogos a compostos naturais são uma alternativa para a substituição dos fungicidas. Neste contexto, o trabalho teve por objetivo usar o peptídeos antimicrobianos sintéticos, Astacidina-2 e c(1-18 [Gln1,Thr2,6,11,15,D-Pro9]-Gm, e análogos do produto natural conhecido como capsaicina para inibição do crescimento dos fungos C. gloeosporioides e P. expansum. Especificamente, os análogos da capsaicina usados neste trabalho foram a N-benzilbutanamida, N-(3-metoxibenzil)butanamida, N-(4-hidroxi-3 metoxibenzil)butanamida N-(4-hidroxi-3-metoxibenzil)hexanamida, N-(4-hidroxi-3 metoxibenzil)tetradecanamida. A concentração inibitória mínima (CIM) foi determinada em meio líquido usando natamicina como controle positivo de inibição de crescimento. Entre todos os compostos avaliados, o peptídeo c(1-18)[Gln1,Thr2,6,11,15,D-Pro9]-Gm apresentou a menor CIM contra C. gloeosporioides e P. expansum (19,25 μM e 2,40 μM, respectivamente). Para C. gloeosporioides a capsaicina e seus análogos apresentaram CIM de 800 μM. A capsaicina inibiu o crescimento de P. expansum na concentração de 400 μM e foi observada perda de atividade com os análogos N-(3-metoxibenzil)butanamida e N-(4-hidroxi-3 metoxibenzil)hexanamida (ambos com CIM = 600 μM). A N-benzilbutanamida e N-(4-hidroxi-3 metoxibenzil)tetradecanamida foram duas vezes menos ativas que a capsaicina na inibição do crescimento de P. expansum. A análise in vivo foi realizada apenas em maçã com os compostos c(1-18 [Gln1,Thr2,6,11,15,D-Pro9]-Gm, N-(3-metoxibenzil)butanamida e N-(4-hidroxi-3-metoxibenzil)hexanamida. Os compostos não apresentaram efeito fungicida nas concentrações testadas para P. expansum.
Abstract: Brazilian fruit production is growing, but the production suffers losses, mainly the deterioration in the postharvest. The deterioration associated with fungal contamination can occur during transport and storage, reducing fruits quality. Colletotrichum gloeosporioides and Penicillium expansum are two main fungal diseases in papaya and apple production, respectively. The use of antifungal need to be safe for human health and environmentally friendly have great importance. Synthetic compounds molecularly identical or analogous to natural compounds could be an alternative to the replacement of fungicides. In this context, the study aimed to use synthetic antimicrobial peptides, Astacidina-2 and c(1-18)[Gln1, Thr2,6,11,15,D-Pro9] Gm, and analogues of the natural product capsaicin to inhibiting the growth of fungi C. gloeosporioides and P. expansum. Specifically, capsaicin analogues used in this study were N-benzilbutanamide, N-(3 methoxybenzyl) butanamide, N-(4-hydroxy-3-methoxybenzyl)hexanamide, N-(4-hydroxy-3-methoxybenzyl) tetradecanamide. The minimum inhibitory concentration (MIC) was determined in a liquid medium using natamycin as a growth inhibition control. Among all evaluated compounds, the peptide c(1-18)[Gln1, Thr2,6,11,15,D-Pro9]-Gm presented the lowest MIC against C. gloeosporioides and P. expansum (19.25 μM and 2.40 μM respectively). For C.gloeosporioides capsaicin and all analogues showed MIC of 800 μM. The capsaicin inhibited the growth of P. expasum at a concentration of 400 μM and loss of activity was observed with the analogous N-(3-methoxybenzyl)butanamide and N-(4-hydroxy-3-methoxybenzyl)hexanamide (both MIC = 600 μM). N-benzilbutanamide and N-(4-hydroxy-3-methoxybenzyl)tetradecanamide were two times less active than capsaicin. In vivo analysis was performed only on apple with the compounds c(1-18)[Gln1, Thr2,6,11,15,D-Pro9]-Gm, N-(3-methoxybenzyl)butanamide and N-(4- hydroxy-3 methoxybenzyl)hexanamide. The compounds do not have fungicidal effect at the concentrations tested for P. expansum.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7196
Aparece nas coleções:FB - Tecnologia em Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FB_COALM_2016_1_01.pdf
  Acesso Restrito
1,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.